Amazon começa a vender eletrônicos no Brasil na próxima quarta-feira

Amazon brasileira vai comercializar produtos eletrônicos a partir da próxima semana.

Por | @fsbeling Amazon

A Amazon está presente no mercado brasileiro desde 2012, porém até este ano a companhia estava apenas comercializando livros, o que muda a partir da próxima semana. Na quarta-feira (18) conforme apuração do jornal Valor Econômico a empresa começará a vender no Brasil também produtos eletrônicos.

Primeiramente, a companhia vai começar a vender produtos eletrônicos, que são produtos com maior demanda e que são facilmente transportados. No entanto, a Amazon brasileira deve a longo prazo disponibilizar todos os produtos do seu catálogo, equiparando – se a Amazon americana.

Sendo assim, a empresa irá implantar o modelo marketplace para eletrônicos, onde a Amazon irá apenas intermediar as compras, sendo o canal de compra (consumidor) e venda (lojas parceiras) para finalização do negócio.

Amazon vai começar a vender eletrônicos no BrasilAmazon vai começar a vender eletrônicos no Brasil

Segundo o Valor, nos últimos 15 dias, as conversas com varejistas e empresas de tecnologia que integram lojas virtuais a marketplace se intensificaram, e a Amazon passou a enviar documentos aos comerciantes para concluírem a integração, o Manual do Vendedor e inclusive um passo a passo de como montar o catálogo de produtos para envio a empresa, em que os produtos são TVs, monitores, câmeras, computadores, acessórios para celulares, celulares e outros.

A Folha de São Paulo ressaltou que os indícios da chegada de novos produtos na Amazon estavam evidentes a mais tempo, pois a companhia publicou diversas oportunidades de trabalho na Amazon brasileira. Logo após, o próprio Alex Szapiro, gerente regional da empresa, falou sobre a possibilidade de expansão, dizendo "Nós não vamos ficar só em livros. Não comentamos planos, infelizmente não podemos especular, mas dou uma dica: as vagas em aberto permitem inferir”.

Como livros são produtos que contam com isenção de impostos, quando a companhia começou a procurar por especialistas em impostos e contadores experientes, era evidente uma mudança nos serviços da Amazon.

Mais sobre: Amazon tecnologia Brasil
Share Tweet
Recomendado
Comentários
Destaquesver tudo