Oficina da Net Logo

7 Dicas para evitar transtornos com bugs da versão 1809 do Windows 10

Se você acabou de atualizar para a versão mais recente do Windows 10 (1809), confira essas 7 dicas.

Por | @oficinadanet Windows 10

Antigamente, as atualizações do Windows costumavam ser bem menos freqüentes, normalmente a cada três ou cinco anos. Mas nesta nova era do sistema operacional da Microsoft, as atualizações estão chegando a cada seis meses, e de forma muito mais completa. E sempre é bom se prevenir de eventuais falhas que uma atualização pode conter, como os famosos bugs. Então, para evitar problemas, confira essa lista com 7 dicas para prevenir bugs nesta nova atualização do Windows 10, versão 1809.

Atualizar o Windows é simples. Após cerca de uma hora (mais ou menos, dependendo do hardware que você tem), seu PC já está pronto para o uso, com a maioria dos aplicativos e configurações migrados com êxito. Independente se você está fazendo apenas a atualização, ou se está fazendo uma nova instalação do Windows 10, aplique essas 7 dicas assim que a instalação terminar. 

7 Dicas para evitar bugs na atualização de Outubro do Windows 10 (Versão 1809)

1. Crie uma Unidade de Recuperação do Windows

Seu computador terminou a atualização e está funcionando perfeitamente? Isso é ótimo! Mas lembre-se que isso não quer dizer que, futuramente, não vá acontecer algum tipo de bug ou erro extremamente desagradável. E no caso disso acontecer, você será grato por ter uma unidade de recuperação à mão. A inicialização a partir desse ponto salvo fornece acesso ao Ambiente de Recuperação do Windows (WinRE), que você pode usar para corrigir os problemas mais comuns de inicialização.

Como criar uma Unidade de Recuperação no W10?

Você precisa de um HD externo ou Pen Drive com pelo menos 512 MB livres para armazenar o que há no seu PC, e pelo menos 8 GB se você deseja incluir arquivos de instalação do Windows.

Acesse as Ferramentas Administrativas do Windows (pesquise no menu Iniciar). Ao localizar, clique em "Unidade de Recuperação" e execute os passos que o sistema pedir.

Criar Unidade de RecuperaçãoCriar Unidade de Recuperação2. Proteja sua conta de usuário

Se você usa uma conta local, suas credenciais de login são armazenadas localmente e não há como fornecer um segundo fator para autenticação.

Por outro lado, ao entrar com uma conta da Microsoft, você pode configurar a autenticação em dois fatores, que exige confirmação externa de um aplicativo no seu dispositivo móvel.

Se você estiver preocupado com a privacidade, configure uma nova conta da Microsoft e use-a exclusivamente para essa finalidade, e não associe esse endereço de e-mail a nenhum outro serviço.

Para configurar a autenticação em dois fatores na conta no Hotmail/Outlook, faça login em https://account.live.com/proofs. Lá, ative a verificação em duas etapas, configure um aplicativo de autenticação móvel e gerencie seus dispositivos confiáveis.

Se você tiver um hardware compatível, ative o Windows Hello. As opções para reconhecimento facial e identificação de impressão digital estão disponíveis em Configurações > Contas > Opções de entrada.

3. Ative a criptografia da unidade Bitlocker

Criptografar todas as unidades que contenham dados pessoais é uma etapa de segurança crucial. Sem criptografia, qualquer pessoa que porventura tiver acesso ao seu PC pode montar a unidade em um sistema operacional, e extrair os dados com facilidade. Com a criptografia, acessar seus dados requer uma chave de criptografia que seja efetivamente incontável.

A criptografia completa do BitLocker requer um chip Trusted Platform Module (TPM) e uma edição comercial do Windows. Em PCs modernos que executam o Windows 10 Home, você pode ativar a criptografia do dispositivos se estiver conectado a uma conta da Microsoft.

Como ativar o BitLocker?

Acesse o “Painel de Controle” do Windows e selecione a opção “Sistema e Segurança”. Após, encontre a opção “Criptografia de unidade de disco BitLocker". Na nova janela que abrirá, você verá as listas de unidades de armazenamento do computador. Ao lado aparecerá a opção para ativar o BitLocker. 

Como ativar o BitLocker.Como ativar o BitLocker.

4. Configure o Windows Update

A boa notícia é que o Windows 10 inclui atualizações cumulativas automáticas, que garantem que você esteja sempre executando as correções de segurança mais recentes. A má notícia é que essas atualizações podem chegar quando você não as espera, com uma chance pequena, mas não nula, de que uma atualização interrompa seu trabalho ou qualquer outra tarefa no PC.

No Windows 10 Pro ou Enterprise você pode adiar as atualizações em até 30 dias.

Depois de concluir uma atualização do Windows 10, a primeira coisa a fazer é acessar Configurações > Atualização e segurança > Windows Update e clique em Verificar atualizações. Instale todas as atualizações disponíveis, incluindo drivers atualizados.

Atualize o Windows Update.Atualize o Windows Update.

Em seguida, clique em Alterar horário ativo para especificar os horários em que você não quer ser interrompido por atualizações. Após, clique em Opções Avançadas, e defina seus períodos de adiamento para atualizações mensais. Observe que você deve estar conectado como administrador para ver as opções mostradas aqui, e essas opções não estarão disponíveis se você estiver executando a versão Windows 10 Insider.

Defina um lembrete no seu app calendário para a segunda terça-feira de cada mês, o dia em que a Microsoft lança atualizações de segurança do Windows. Ao receber esse lembrete, você pode optar por instalar manualmente as atualizações, ou adiar o lembrete e executar a tarefa alguns dias depois. As atualizações automáticas não serão baixadas e instaladas até que o período de adiamento especificado seja aprovado.

Você também pode ir no app Loja e clicar nos três pontos que ficam no canto superior direito. Lá, acesse Downloads e atualizações para instalar quaisquer atualizações de aplicativos disponíveis. O Windows 10 atualizará esses aplicativos automaticamente, mas você pode acelerar o processo verificando manualmente.

5. Revise as configurações de privacidade

Por padrão, a Microsoft coleta uma quantidade substancial de informações de diagnóstico enquanto você usa o Windows 10. Essas informações são, de acordo com as políticas de privacidade da Microsoft, usadas exclusivamente para personalizar sua experiência com o Windows e "ajudar a Microsoft a fornecer uma experiência segura e confiável".

Você não pode desativar a coleta completa de informações, mas pode optar por enviar apenas uma quantidade limitada de dados no uso do Windows 10. Para fazer isso, vá em Configurações > Privacidade > Diagnóstico e Comentários, e altere a configuração em Dados de Diagnóstico de Completo para Básico. (Execute como Administrador).

Limite a coleta de dados do Windows.Limite a coleta de dados do Windows.

Você também pode fazer duas outras alterações aqui. Desative a opção Experiências personalizadas e, em Frequência de Comentários, altere a configuração para "Nunca" para informar à Microsoft que você prefere não conceder feedback ao usar o Windows 10.

6. Conecte outras contas

As credenciais da conta da Microsoft usada para entrar no Windows permitem que você se conecte a aplicativos, usando as mesmas credenciais. Isso torna especialmente fácil obter seu email e agendas usando o aplicativo E-Mail & Calendário.

Se você tiver contas adicionais (especialmente as contas do Office 365 e do Gmail), agora é uma boa hora para adicioná-las ao Windows, para que elas também estejam disponíveis para uso nos aplicativos. Se você precisar usar a autenticação em dois fatores para essas contas, poderá fazê-lo aqui e evitar problemas posteriormente.

Para adicionar contas, vá em Configurações > Contas > Contas de e-mail e Aplicativo, e clique em Adicionar uma conta

E-mail e contasE-mail e contas

 

7. Ajuste as configurações da Central de Ações

Um dos recursos de assinatura do Windows 10 é o Central de Ações, um painel que aparece no canto inferior direito da tela. Quando você clica no ícone, as notificações são exibidas na extremidade direita da barra de tarefas.

Como alterar suas ações rápidas na Central de Ações do Windows 10

Vá em Configurações > Sistema Notificações e ações.

  1. Veja as ações rápidas que você deseja alterar. São as quatro caixas no topo do menu.
  2. Deslize o menu para a direita na opção que você deseja ativar como uma ação rápida. Suas opções são as seguintes:
  • Todas as configurações
  • Conectar
  • Projetar
  • Economia de bateria
  • VPN
  • Bluetooth
  • Brilho
  • Hostpot Móvel
  • Wi-fi
  • Luz Noturna
  • Localização
  • Modo avião
  • Modo tablet

Como alterar suas ações rápidas na Central de Ações do Windows 10Como alterar suas ações rápidas na Central de Ações do Windows 10

Comentários
Carregar comentários
Siga o nosso Instagram!

Estamos lá também: @oficinadanetoficial

Seguir o Instagram do Oficina da Net