Microsoft paga recompensa de até R$ 785 mil para quem encontrar falhas no Windows 10

Recompensas serão pagas para quem encontrar falhas graves no novo sistema da Microsoft.

Por | @oficinadanet Windows

Nesta semana, a Microsoft anunciou um programa denominado “Windows Bounty Program”, que tem como objetivo recompensar os pesquisadores de segurança que encontrarem falhas nos sistemas da empresa. O programa pretende pagar prêmios de até US$ 250 mil (R$ 785 mil) aos usuários que reportarem de forma adequada uma vulnerabilidade.

Vale mencionar que esta não é a primeira vez que a empresa lança um programa desse tipo. Ela já estava remunerando usuários que encontrassem falhas no Office. No entanto, tal programa tem como objetivo as versões mais recentes da empresa, como o Windows 10 e também as versões prévias das atualizações do sistema operacional que são disponibilizadas aos usuários do Windows Insider Program.

Microsoft vai recompensar quem encontrar falhas no Windows 10Microsoft vai recompensar quem encontrar falhas no Windows 10

Para receber o prêmio máximo é preciso encontrar uma falha gravíssima no Microsoft Hyper-V, uma função do Windows direcionada para a virtualização de máquinas e de servidores. Caso um usuário encontrar qualquer vulnerabilidade nas versões do recurso para Windows 10, Windows Server 2012, Windows Server 2012 R2 ou Windows Server Insider Preview, irá receber uma premiação de, no mínimo, US$ 5.000.

Para completar, outras categorias do programa incluem os recursos  Mitigation Bypass, Windows Defender Application Guard e Microsoft Edge, o navegador padrão do Windows 10. Os valores pagos para quem encontrar uma falha em tais códigos vãos de US$ 500 (R$ 1.571) até US$ 200 mil (R$ 628 mil). De acordo com a empresa, as falhas que irão receber o pagamento compreendem "quaisquer execução de código remota de classe crítica ou importante, elevação de privilégios ou falhas de design que comprometam a privacidade ou segurança dos clientes".

Mais sobre: Microsoft Windows Windows10
Share Tweet
Recomendado
Comentários
Carregar comentários
Destaquesver tudo

Siga nossas contas no Twitter