WhatsApp consegue aprovação para implementação de pagamentos na Índia

Whatsapp, que começou a testar seu serviço de pagamentos na Índia com 1 milhão de usuários em 2018, aqui no Brasil o sistema de pagamento chegou em junho deste ano, mas foi rapidamente condenado e suspenso pelo Banco Central do Brasil.

WhatsApp consegue aprovação para implementação de pagamentos na Índia

O Whatsapp, que começou a testar seu serviço de pagamentos na Índia com 1 milhão de usuários há dois anos atrás e agora pode finalmente começar a expandir o recurso para mais usuários no segundo maior mercado de Internet do mundo.

A National Payments Corporation of India (NPCI), o órgão que opera a popular infraestrutura de pagamentos da UPI, disse na noite de quinta-feira que concedeu aprovação ao WhatsApp para implantar os pagamentos da UPI na Índia.

Como o Google, a Samsung e várias outras empresas, o WhatsApp construiu seu serviço de pagamentos no UPI (Interface Unificada de Pagamento), uma infraestrutura de pagamentos construída por uma coalizão de grandes bancos na Índia.

Interface Unificada de Pagamento

A NPCI disse que o WhatsApp, que acumulou mais de 400 milhões de usuários na Índia, pode expandir os pagamentos para seus usuários de forma "gradual" e, para começar, só pode estender o serviço de pagamentos para 20 milhões de usuários e tem que trabalhar com vários parceiros bancários.

O Google e Walmart atualmente dominam o mercado de pagamentos móveis na Índia, juntos comandando cerca de 80% da participação de mercado UPI. A UPI emergiu como o método de pagamento digital mais popular na Índia, em parte graças ao movimento abrupto de Nova Delhi para invalidar mais de 85% da circulação de dinheiro em papel no país no final de 2016.

A popularidade da UPI diminuiu a relevância de várias empresas na Índia, incluindo o SoftBank e o Paytm, apoiado pelo Alibaba, que passou anos construindo carteiras móveis. Ao contrário dos aplicativos UPI, as carteiras móveis não são interoperáveis ​​com outras carteiras móveis e cobram uma pequena taxa aos consumidores.

O lançamento de pagamentos do WhatsApp na Índia no início de 2018 rapidamente se deparou com um labirinto regulatório de dois anos e meio, já que vários órgãos do país expressaram preocupações sobre os dados de pagamentos dos usuários e se o Facebook, o serviço de sua propriedade tinha muito poder e vantagens em relação a outros aplicativos de pagamentos. Você pode ler mais sobre isso aqui (acesso pago).

Embora o WhatsApp tenha sido esclarecido dessas preocupações, veteranos da indústria acreditam que o serviço de pagamentos no aplicativo - mais popular do que qualquer outro aplicativo de smartphone no país - terá uma adoção muito mais rápida do que seus rivais, pois todos os seus usuários em potencial já o estão usando para bater papo com amigos. (O Google lançou um aplicativo de pagamentos autônomo na Índia, por exemplo.)

O anúncio da NPCI hoje vem minutos depois de ter anunciado que aplicaria um limite para aplicativos de terceiros para garantir que nenhum aplicativo processe mais de 30% de todas as transações UPI em um mês. É evidente que o WhatsApp já sofreu muito por causa de problemas regulatórios na Índia, seu maior mercado de usuários. Mas o plano da NPCI de impor limites em outros aplicativos deve ajudar o WhatsApp de alguma forma, eventualmente - embora volte a morder novamente mais tarde.

Em jogo está o mercado de pagamentos móveis da Índia, estimado em US$1 trilhão até 2023, de acordo com o Credit Suisse. O anúncio de hoje também ajudaria o WhatsApp, cada vez mais buscando a diversificação em mais negócios, a dar um impulso adicional no mercado de pagamentos móveis.

A empresa lançou o serviço de pagamentos no Brasil em junho deste ano, mas foi rapidamente condenada a suspender o serviço pelo Banco Central do Brasil. O BC disse que tomou a decisão de "preservar um ambiente competitivo adequado" no espaço de pagamentos móveis e garantir "o funcionamento de um sistema de pagamento que seja intercambiável, rápido, seguro, transparente, aberto e barato".

Na Índia, o UPI é rápido, aberto, intercambiável, barato e, em grande parte, transparente. O próprio Facebook deu um grande impulso no comércio no ano passado. E se o WhatsApp ganhar força com os pagamentos, poderá abrir mais caminhos para sua empresa-mãe.

O Facebook está ciente: no início deste ano, o colosso social investiu US$5,7 bilhões na gigante indiana das telecomunicações Jio Platforms, o maior investimento estrangeiro direto no espaço de tecnologia na Índia. Executivos do Facebook disseram que planejam trabalhar com a Jio Platforms para explorar maneiras de digitalizar 60 milhões de pequenas e médias empresas na Índia.

A Jio Platforms é dirigida por Mukesh Ambani, o homem mais rico da Índia. Ambani é também um aliado próximo do primeiro ministro indiano Narendra Modi. O WhatsApp também adicionou uma gama de recursos de comércio à sua plataforma nos últimos anos.

Resta saber se agora com o PIX facilitando pagamentos e recebimentos através da infra estrutura dos próprios bancos, algum outro método de pagamento fará sentido em nosso país.

5 celulares para NÃO COMPRAR em 2021

Conteúdo relacionado

Análise FIFA 22 - Quando o realismo entra em campo
Games

Análise FIFA 22 - Quando o realismo entra em campo

a HyperMotion Technology permite que o jogo entregue bastante realismo, com grande destaque para o posicionamento dos atletas! Confira o que achamos do jogo.

Como se cadastrar e começar a usar o WhatsApp Pay
WhatsApp

Como se cadastrar e começar a usar o WhatsApp Pay

O WhatsApp Pay é uma nova carteira digital que está disponível no Brasil e permite transferir dinheiro para contatos através do WhatsApp. Veja como se cadastrar!

Pagamentos e transferências pelo Whatsapp estão liberados; veja como fazer
WhatsApp

Pagamentos e transferências pelo Whatsapp estão liberados; veja como fazer

Confira passo a passo como fazer pagamentos e transferências pelo Whatsapp. Inicialmente, serviço será liberado somente para alguns aparelhos.