Oficina da Net Logo

WhatsApp deve começar a exibir anúncios em breve

Empresas como Netflix irão começar a solicitar solicitações a seus clientes para contato direto através do WhatsApp,

Por | @oficinadanet WhatsApp

O WhatsApp, o mensageiro queridinho de conversas dos brasileiros, deverá contar com uma novidade que talvez não agrade muito o seu público. A empresa passará a veicular anúncios no aplicativo.

As propagandas deverão ser exibidas com a função Status, o que irá permitir que as empresas possam contatar os seus clientes através do local, o que deverá impulsionar o uso do WhatsApp Business no Brasil. Vale mencionar que o recurso será usado pela operadora TIM para atendimento de seus clientes.

Outras empresas, como Netflix, irão começar a solicitar solicitações a seus clientes para contato direto através do WhatsApp, a interação, que deverá se tornar mais dinâmica, irá proporcionar ao Facebook uma maior rentabilidade com o seu aplicativo de mensagens.

WhatsApp deve começar a exibir anúncios no próximo ano. Algumas empresas já começaram a testar o recurso.WhatsApp deve começar a exibir anúncios no próximo ano. Algumas empresas já começaram a testar o recurso.

Leia também:

De acordo com o The Wall Street Journal, um porta-voz do WhatsApp disse que a empresa irá começar a veicular anúncios que avisarão aos usuários que eles podem entrar em contato com determinadas empresas diretamente do WhatsApp, em vez de ligar para os call centers.

Porém, as empresas terão um custo para tudo isso, sendo que o WhatsApp irá cobrar US$ 0.08 para exibir cada mensagem publicitária. Até então, cerca de 100 empresas já aderiram à fase de testes, incluindo Uber, a varejista Wish, e a Singapore Airlines.

Atualmente, mais de 450 milhões de pessoas usam o Status do WhatsApp, ou seja, 50 milhões a mais do que a plataforma do Instagram. As duas plataformas utilizam uma proposta popularizada pelo Snapchat, com fotos, vídeos, e outros conteúdos que ficam visíveis por 24 horas, após isso desaparecem.

A previsão para o início da exibição de anúncios é para o próximo ano. Assim, ainda teremos um pouco de tempo para aproveitar o aplicativo livre de propagandas.

SHARE
+ Notícias
Assine a nossa newsletter
Comentários