Co-fundador do WhatsApp deixa empresa para investir em novo projeto

Após oito anos no WhatsApp, o co-fundador decidiu investir em um novo projeto. Mensageiro foi vendido ao Facebook em 2014.

Por | @oficinadanet WhatsApp

O co-fundador do WhatsApp, Brian Acton, anunciou que irá deixar a empresa para iniciar um novo empreendimento. A revelação foi feita na última terça-feira (12).

Acton iniciou no WhatsApp juntamente com o CEO Jan Koum em 2009, após eles se encontrarem trabalhando no Yahoo. O grande sucesso veio em 2014, quando o Facebook comprou o aplicativo por US$ 19 bilhões.

Brian Acton anunciou a saída do WhatsAppBrian Acton anunciou a saída do WhatsApp

Começar um novo capítulo na minha vidaApós oito anos no WhatsApp, o co-fundador decidiu investir em um novo projeto ou como ele mesmo disse: “Começar um novo capítulo na minha vida”.

“Eu sou muito afortunado na minha idade de ter a flexibilidade para assumir novos riscos e me concentrar no que sou apaixonado. Eu decidi começar um negócio focado na interseção da tecnologia, comunicações e sem fins lucrativos. É algo que eu pensei por um tempo, e agora é hora de me concentrar e executar. Eu vou ter mais para compartilhar nos próximos meses”, disse Acton.

Leia também:

Através do comunicado o executivo ainda lamenta a dificuldade de deixar o WhatsApp, já que sente bastante orgulho do que conseguiu conquistar ao longo dos anos.

Atualmente, o WhatsApp é o aplicativo de mensagens mais usado no mundo, com mais de um bilhão de usuários mensais. Na época em que foi vendido para o Facebook, o número de participantes somava 450 milhões.

Um porta-voz do Facebook informou que Acton não será substituído em seu cargo. O outro co-fundador do WhatsApp, Khan Koum, continuará como diretor-executivo da empresa.

Mais sobre: WhatsApp Facebook negócios
Share Tweet
Recomendado
Comentários
Carregar comentários
Destaquesver tudo