Após um mês de serviço, Uber é obrigada a suspender seus serviços em Israel

A decisão chega em um momento complicado para a empresa, em especial após o vazamento dos dados de mais de 57 milhões de usuários do Uber.

Após um mês de serviço, Uber é obrigada a suspender seus serviços em Israel

A Justiça de Israel decidiu banir as operações do Uber antes mesmo de a companhia completar um mês de serviço no país. A decisão veio através do tribunal que decidiu favoravelmente a uma liminar que afirmava que o Uber Day e Uber Night não poderiam operar do modo em que estavam funcionando, citando a questão de segurança como a principal razão.

A suspensão acontece ainda como resultado de várias ações judiciais de associações de motoristas de taxi que, igualmente ao Brasil, não querem manter uma concorrência em um mercado já bastante estagnado.

Após um mês de serviço, Uber é obrigada a suspender seus serviços em Israel.
Após um mês de serviço, Uber é obrigada a suspender seus serviços em Israel.

A decisão chega em um momento complicado para a empresa, em especial após o vazamento dos dados de mais de 57 milhões de usuários do Uber. De acordo com os executivos da empresa, para amenizar os prejuízos em relação a isso, eles estão viajando pelo mundo para garantir aos reguladores que a empresa está alterando o modo de fazer negócio e que os erros antigos não serão repetidos.

A empresa disse que irá cumprir a decisão judicial de Israel e que irá interromper os serviços em Tel Aviv, porém, avisou que aguarda alcançar um acordo de longo prazo para permitir que o Uber possa operar no país com regularidade.

Review Notebook ASUS Zenbook 14 UX435: Duas telas, bateria top e muito bonito

O Zenbook 14 versão UX435E, acabou de ser lançado e, sim, a ASUS já nos enviou. Testei ele pelas últimas semanas trabalhando diretamente, minha vontade de mostrar essa segunda tela era tanta, mas não podia. Olha só que animal, o touchpad vira uma tela secundária, totalmente personalizável e útil. Vem ver o que o Zenbook 14 de 2021 tem para te oferecer, o que ele traz de novidades e claro, se vale a pena pagar o preço.

Conteúdo relacionado

Ele chegou! Galaxy S20 FE com Snapdragon 865 chega ao Brasil
Smartphones

Ele chegou! Galaxy S20 FE com Snapdragon 865 chega ao Brasil

O Galaxy S20 FE com Exynos 990 chegou ao mercado nacional no início de novembro de 2020, agora pouco mais de 6 meses depois o Galaxy S20 FE com Snapdragon 865 começa a ser comercializado no Brasil de maneira silenciosa.

Bife composto de plantas é produzido por impressora 3D por startup israelense
Tecnologia

Bife composto de plantas é produzido por impressora 3D por startup israelense

Confira a tecnologia da empresa israelense que está tentando produzir bifes compostos de plantas através de impressoras 3D.

Empresa israelense cria tecnologia para carregar celular em 5 minutos
Tecnologia

Empresa israelense cria tecnologia para carregar celular em 5 minutos

A StoreDot promete diminuir consideravelmente o tempo de carregamento dos smartphones e dos carros elétricos, graças as suas baterias que usam tecnologias avançadas.

Empresa israelita disponibilizou secretamente tecnologia para quebrar criptografia à polícia
Segurança digital

Empresa israelita disponibilizou secretamente tecnologia para quebrar criptografia à polícia

A empresa Cellebrite anunciou um dispositivo este ano que permite a quebra de segurança de smartphones, porém a polícia de Nova Iorque já tinha acesso à tecnologia desde 2018.

Empresa israelense acusa Apple de copiar tecnologia de câmera dupla
Smartphones

Empresa israelense acusa Apple de copiar tecnologia de câmera dupla

A empresa de tecnologia de câmeras alega ter trabalhado em parceria com a Apple por diversos anos, até o lançamento do iPhone 7 Plus. Desde então a maçã tem usado patentes da Corephotonics sem consultá-la.

Israel impede ciberataque explodindo prédio com hackers dentro
Tecnologia

Israel impede ciberataque explodindo prédio com hackers dentro

Segundo as Forças de Defesa de Israel (IDF) houve recentemente uma tentativa de ciberataque contra o país. O ataque estava sendo coordenado pela força militar palestina Hamas que mobilizou uma equipe de hackers voltada para desestabilizar o espaço cibernético de Israel.