Tesla "se queimou" com Walmart e sofre processo após incêndio de painéis solares

O Walmart está processando a companhia de veículos elétricos e energia limpa de Elon Musk, depois que os painéis solares da Tesla implantados em lojas da rede de varejo, supostamente pegaram fogo.

Por Tesla Pular para comentários
Tesla

A Walmart está processando a Tesla por quebra de contrato, após seus painéis solares terem incendiado nos telhados das suas lojas, de acordo com uma queixa apresentada na terça-feira no estado de Nova York (EUA).

Nos últimos anos, o Walmart instalou painéis solares da Tesla Energy Operations nas mais de 240 lojas em todo os Estados Unidos. As duas empresas firmaram um acordo em que o Walmart alugaria ou licenciaria seu espaço de teto para a Tesla implantar os painéis solares, em troca de menores custos de energia, e a Tesla manteria a propriedade dos painéis e cuidaria de sua manutenção.
Mas agora o Walmart alega que houveram incêndios em sete lojas do país, originados em painéis solares da Tesla, e a varejista teve um custo de milhões de dólares para fazer os reparos.
"Declarar os sistemas solares óbvios, projetados, instalados, inspecionados e mantidos corretamente não inflama espontaneamente, e a ocorrência de múltiplos incêndios envolvendo os sistemas solares da Tesla é apenas um sinal inconfundível de negligência da Tesla", afirma a denúncia.
Com o processo, o Walmart está buscando recuperar os custos relacionados aos reparos dos incêndios, além da remoção dos painéis solares por parte da Tesla, e outros danos não especificados.
O primeiro incêndio ocorreu em 2012 em Long Beach, Califórnia. Já em março de 2018, um incêndio em uma loja em Beavercreek, Ohio, causou uma grande quantidade de fumaça preta, forçando os funcionários e clientes da loja e até mesmo nas lojas próximas a evacuarem o ambiente. O Walmart disse que o incêndio destruiu "quantidades significativas" de mercadorias da loja, causando prejuízo de milhares de dólares, e a loja teve que fechar por oito dias.
incendio paineis solares tesla walmart
Outros dois incêndios semelhantes teriam ocorrido durante março de 2018, quando o Walmart resolveu solicitar à Tesla que desconectasse os painéis solares, pela segurança de seus clientes, seus funcionários e o público em geral. A Tesla concordou, mas outro incêndio ocorreu mesmo depois que os painéis foram desconectados, afirma o Walmart. A denúncia também afirma que as próprias inspeções da Tesla nos sistemas de painéis solares instalados nos telhados do Walmart identificaram algumas condições "inseguras ou potencialmente inseguras".
O Walmart disse que ninguém ficou seriamente ferido em nenhum dos incêndios.
O processo surge no momento em que a fabricante de carros elétricos vem tentando alavancar seus negócios de energia solar, que enfrentam dificuldades em um mercado altamente competitivo. Nem a Tesla e nem o Walmart comentaram mais sobre o processo.

Leia também: A história de Elon Musk [vídeo]. Acompanhe as últimas notícias de tecnologia aqui no Oficina da Net. Sempre trazendo conteúdos novos e produtos interessantes.

Compartilhe com seus amigos:
Comentários:
Carregar comentários