Pesquisa revela que 5G ainda possui muitas falhas de segurança

Pesquisadores foram capazes de descobrir pelo menos 11 vulnerabilidades nos protocolos de segurança do 5G, deixando bem claro que atualmente pode ser perigoso usar essa tecnologia.

Por Tecnologia Pular para comentários
Pesquisa revela que 5G ainda possui muitas falhas de segurança

A expansão do 5G vem sendo aguardada por muitas pessoas, afinal, essa tecnologia entrega uma velocidade de transferência de dados consideravelmente melhor que o 4G, além de ser bem mais estável, podendo ser usada não só em smartphones, mas também em carros autônomos, realidade aumentada e muito mais.

No entanto, quando falamos em privacidade e segurança, o 5G ainda peca bastante. Pesquisadores da Universidade de Purdue e da Universidade de Iowa, criaram uma plataforma autônoma inteligente chamada "5GReasoner", e ela foi capaz de descobrir pelo menos 11 vulnerabilidades nos protocolos de rede do 5G.

A equipe conseguiu rastrear a posição geográfica e até mesmo enviar um alerta de emergência falso para o dispositivo. Além disso, uma vulnerabilidade específica permitia realizar uma espécie de "downgrade" nos protocolos para que o celular pudesse ser invadido mais facilmente.

Os pesquisadores foram capazes de concluir que a maioria desses problemas também são encontrados no 4G, deixando bem claro que o 5G não evoluiu muito no quesito segurança. Dados mais precisos não foram divulgados pela equipe, afinal, isso permitiria que pessoas mal intencionadas explorassem essas vulnerabilidades.

De qualquer forma, a GSM Association foi notificada, e pouco tempo depois respondeu dizendo que, de fato, existem brechas no 5G e que será necessário muito trabalho para realizar a modificação dos protocolos, algo que pode atrasar a expansão.

Fonte: GizChina

Leia também: Huawei planeja aumentar sua participação no mercado brasileiro. Acompanhe as últimas notícias de tecnologia aqui no Oficina da Net. Sempre trazendo conteúdos novos e produtos interessantes.

Compartilhe com seus amigos:
Comentários:
Carregar comentários