Boeing 747 da Virgin Orbit lança foguete sobre a Califórnia durante teste de voo crucial

Ontem, pela manhã, foi realizado o lançamento de um mini foguete de teste saindo da asa de um avião sobre a região sul da Califórnia. A queda do foguete na Terra foi parte de um importante teste da Virgin Orbit.

Por Tecnologia Pular para comentários
Boeing 747 da Virgin Orbit lança foguete sobre a Califórnia durante teste de voo crucial

Ontem, pela manhã, a empresa spin-off do empreendimento espacial Virgin Galactic, a Virgin Orbit, de Richard Branson, realizou o lançamento de um mini foguete de teste saindo da asa de um avião sobre a região sul da Califórnia. A queda do foguete na Terra foi parte de um importante teste da Virgin Orbit que fará com que seja possível realizar o primeiro lançamento efetivo de um satélite da empresa.

O teste realizado pela empresa tinha como objetivo analisar se o comportamento do foguete seria exatamente ou próximo do esperado de acordo com outras simulações feitas. Foram quatro anos e meio de desenvolvimento e testes para a criação de um pequeno foguete chamado LauncherOne. A aeronave tem como objetivo colocar em órbita satélites do tamanho de máquinas de lavar.

Você pode estar pensando que é mais um lançador de satélites comum, mas ao contrário dos outros foguetes comerciais desenvolvidos, o LauncherOne não decola a partir do solo. A aeronave, ao invés disso, é transportada sob a asa de um avião até uma altitude bem elevada para ser ejetada logo em seguida. Depois de solto, o foguete liga o motor e sobe até a órbita.

Foguete LauncherOne na asa do Cosmic Girl (Boeing 747)Foguete LauncherOne na asa do Cosmic Girl (Boeing 747)

O teste realizado era a última etapa que o LauncherOne, da Virgin Orbit, precisava passar antes da aeronave de fato ligar seu motor em um voo real pela primeira vez. O presidente e CEO da Virgin Orbit, Dan Hart, disse:

É um marco realmente importante para nós. Isso realmente meio que exclui o programa de desenvolvimento para nós

Para a realização do teste a empresa abasteceu o LauncherOne com água e anticongelante para simular e medir a intensidade da aeronave quando seus tanques estão cheios e propelentes de oxigênio líquido e querosene. O avião utilizado foi um Boeing 747 e chegou até uma altura de 10 mil quilômetros. O Boeing foi modificado para ser possível carregar o LauncherOne embaixo da asa esquerda.

O avião recebeu o nome de Cosmic Girl e foi pilotado por Kelly Latimer. Criativo, não?

O que achou desta ideia da Virgin para colocar um satélite em órbita? Comente abaixo!

Fonte: The Verge

Compartilhe com seus amigos:
Vitor Valeri
Vitor Valeri Fundador dos canais "Fones High-End" nas principais redes sociais e hobbysta de fones de ouvido há 10 anos, hoje é responsável pela redação sobre a temática juntamente com games (outra paixão). Formado em Saúde Coletiva, anda sempre em busca de inovação e conhecimento.
FACEBOOK // INSTAGRAM: @vitor_valeri // TWITTER: @Vitor_Valeri
Quer conversar com o(a) Vitor, comente:
Minha foto
    Últimas notícias de Tecnologia