Oficina da Net Logo

Mercado de computadores cresce 14% no segundo trimestre, revela IDC

Através do levantamento foi revelado que foi comercializado um total de 1,415 milhão de computadores, sendo 14% a mais que o mesmo período do ano anterior.

Por | @oficinadanet Tecnologia Pular para comentários

De acordo com uma pesquisa da IDC, empresa de Inteligência de mercado e serviços de tecnologia da informação e telecomunicações, o mercado de computadores registrou aumento no Brasil.

O estudo IDC Brazil PCs Tracker Q2 foi feito em abril, maio e junho de 2018. Através do levantamento foi revelado que foi comercializado um total de 1,415 milhão de computadores, sendo 14% a mais que o mesmo período do ano anterior. Já, no segundo trimestre deste ano, foram movimentados R$ 3,568 bilhões em receita, 27,5% a mais que o segundo trimestre do ano passado e 19% a mais que os três primeiros meses deste ano.

Mercado de computadores cresce 14% no segundo trimestre, revela IDC.Mercado de computadores cresce 14% no segundo trimestre, revela IDC.

Nas varejistas, foram adquiridos 887 mil computadores, com um aumento de 5,3% a mais que o mesmo período de 2017 e 3,7% a mais em comparação com o primeiro trimestre deste ano. Leia em destaque: Como usar a tecnologia para diminuir a ansiedade?.

"Tradicionalmente, em anos de eleição, as compras são intensificadas para garantir atualização do parque em caso de mudanças ou futuros congelamentos nos investimentos", disse Wellington La Falce, analista de pesquisa da IDC.

No segundo trimestre de 2018, as vendas dos desktops registraram queda. Conforme a pesquisa, entre os 1.415 computadores vendidos, 977,5 mil (70%) foram de notebook. Em relação a receita, as vendas de notebooks movimentaram R$ 2,632 bilhões, e os desktops, R$ 935 milhões.

A IDC acredita que para o terceiro trimestre deva haver um aumento nas vendas de computadores. A expectativa é um crescimento de 6,3% em relação ao mesmo período do ano anterior.

"Esse movimento é mundial e não é novidade, mas o índice de queda tem se mantido. Entre os meses de janeiro e março de 2018, por exemplo, os notebooks responderam por 69,3% das vendas, enquanto os desktops representaram 30,7%. Ou seja, o mercado está estabilizado", diz o analista.

MAIS SOBRE: #computadores  #notebooks  #vendas  #Brasil
Comentários
Carregar comentários