Oficina da Net Logo

Astrofísicos detectam onda de rádio misteriosa no espaço

A onda, que foi nomeada de FRB 180725ª, segundo os cientistas, possui um produtor bastante potente.

Por | @oficinadanet Tecnologia

Uma misteriosa onda de rádio a uma frequência inferior a 700 MHz foi detectada pelo telescópio canadense CHIME. Ela foi emitida a partir de uma localização desconhecida do Universo, sendo a menor frequência já registrada até então. O sinal, chamado de Fast Radio Burst (FBR), foi recebido em milissegundos.

A primeira onda de radio foi registrada em 2007 e a partir de então os astrônomos conseguiram detectar apenas pouco mais de 20 fenômenos semelhantes. A origem de tais ondas sempre geraram controvérsias, incluindo a explosão de buracos negros e ainda atividades extraterrestres.

A onda, que foi nomeada de FRB 180725ª, segundo os cientistas, possui um produtor bastante potente. Esta é a primeira emissão de rádio detectada pelo telescópio Canadian Hydrogen Intensity Mapping Experiment (CHIME), que está em funcionamento a menos de um ano.

Astrofísicos detectam onda de rádio misteriosa no espaço.Astrofísicos detectam onda de rádio misteriosa no espaço.

Leia também:

"Os FRBs são extremamente brilhantes devido à curta duração e à origem tão distante, e nós não identificamos um possível dispositivo natural com qualquer revelação", afirmou Avi Loeb, do Instituto de pesquisa Harvard-Smithsonian Center for Astrophysics.

Christopher Conselice, astrofísico da Universidade de Nottingham, disse ao DailyMail, que as causas do fenômeno em questão ainda não são conhecidas e ainda observou que a onda recém-registrada poderia iluminar o mistério e ainda ajudar no estudo do fenômeno.

Mesmo que os sinais pareçam ser inexplicáveis e ainda com várias hipóteses, os pesquisadores chineses explicaram o fenômeno.

Segundos os astrofísicos da Universidade de Nanquim, a fonte dos sinais enigmáticos não é nada mais que as chamadas estrelas estranhas de quarks. Em tais estrelas, a matéria existe somente em forma de quarks devido a sua alta densidade.

Vale mencionar que a missão principal do CHIME é a de captar sinais emitidos nos primórdios do universo. O custo da operação é de cerca de R$ 60 milhões.

MAIS SOBRE: #onda  #ciencia  #telescopio  #radio
Comentários
Carregar comentários
Siga o nosso Instagram!

Estamos lá também: @oficinadanetoficial

Seguir o Instagram do Oficina da Net