Kirin 1020 e Kirin 820 são os processadores 5G de última geração da Huawei

A Huawei lançou seu mais novo processador, o Kirin 990 em setembro. Três meses depois, vazamentos de seus chipsets Kirin de última geração surgiram, revelando algumas informações interessantes.

Kirin 1020 e Kirin 820 são os processadores 5G de última geração da Huawei

Depois do sucesso ao anunciar o Kirin 990, temos agora a informação de mais dois novos processadores, o foco segue sendo a performance, mas também com um adicional, a conectividade.

Estou falando do Kirin 1020, embora alguns citem ele como Kirin 1000 para os próximos topos de linha da Huawei e também do Kirin 820 para os intermediários.

Qualquer que seja a nomenclatura, podemos afirmar que os novos processadores trarão melhorias significativas de desempenho e eficiência em relação aos seus antecessores.

De acordo com um novo vazamento do colaborador do Slashleaks, o Kirin 1020 será construído em um processo EUV de 5nm e integrará a arquitetura da CPU ARM Cortex-A77.

Isso promete um aumento significativo no desempenho em comparação com o Kirin 990, que é construído em um processo EUV de 7nm e na arquitetura principal do Cortex-A76. Tornando o novo processador até 50% mais rápido que o Kirin 990.

Essa melhoria de desempenho na teoria tornaria o Kirin 1020 superior aos Snapdragon 865 da Qualcomm, Exynos 990 da Samsung e MediaTek Dimesity 1000. Todos esses chips foram anunciados oficialmente para apresentar núcleos Cortex-A77 mas com processos de 7nm.

O vazador também revelou que o Kirin 1020 trará chipset modem 5G integrado. Não podendo ser usado na fabricação de smartphones com apenas o 4G. Diferente do Snapdragon 865 da Qualcomm que é um chipset 5G, porém precisa de um modem 5G separado, o Snapdragon X55.

Não há modem integrado no Snapdragon 865 e nem no Exynos 990 tornando possível a utilização de ambos para fabricanção de dispositivos com 4G e 5G. Já o Dimensity 1000 da MediaTek assim como o Kirin, vem com um modem 5G integrado, logo dispositivos com esses processadores tem o 5G obrigatóriamente.

O Kirin 1020 começará a entrar nos dispositivos a partir da família Huawei Mate 40 no segundo semestre de 2020. Já a família Huawei P40 da Huawei usará o chipset Kirin 990 5G.

Além do processador topo de linha da Huawei, o Kirin 1020, a gigante chinesa também está trabalhando em um chipset para trazer o 5G para os intermediários da marca.

O sucessor do Kirin 810, o Kirin 820 também trará um modem 5G integrado e será baseado na tecnologia de 7nm. Não se sabe muito mais a respeito desse novo processador, no entanto, é certo que a Huawei está procurando trazer 5G para as massas com o Kirin 820. Ele supostamente chegará no Huawei Nova 7 ou no Huawei 10X primeiro.

Ainda é cedo para falar mais sobre ambos os processadores na realidade, mas vemos novamente a Huawei ditando a tendência quando o assunto é o 5G, contudo por mais que as especificações pareçam reais, não há como confirmar nenhuma dessas informações.

Muita coisa pode mudar no decorrer dos próximos meses, até esses novos processadores ficarem prontos.

O melhor celular intermediário para importar?

Conteúdo relacionado

Realme GT Master: Celular Premium da marca chega ao Brasil; confira preços e ficha
Celulares

Realme GT Master: Celular Premium da marca chega ao Brasil; confira preços e ficha

Lançado dia 19 de outubro de 2021 no Brasil, o Realme GT Master Edition chega para ser o carro-chefe de tecnologias da fabricante.

Realme 8 5G - Teste de bateria
Teste de Bateria

Realme 8 5G - Teste de bateria

Medimos o consumo de carga do smartphone Realme 8 5G, por meio de algumas etapas nos mais variados testes.

Motorola Moto G50 5G - Teste de bateria
Teste de Bateria

Motorola Moto G50 5G - Teste de bateria

Medimos o consumo de carga do smartphone da Motorola, o Moto G50 5G por meio de algumas etapas nos mais variados testes.