Xiaomi: Empresa registra patente de smartphone equipado com painel solar

Não é uma ideia completamente única. A LG em 2010 lançou uma cobertura de carregamento movida a energia solar, mas na época 10 minutos de carga forneciam energia para uma ligação de 2 minutos apenas.

Por Smartphones Pular para comentários
Xiaomi: Empresa registra patente de smartphone equipado com painel solar

De acordo com o site LetsGoDigital, a empresa patenteou um design de smartphone que tem um painel solar integrado na parte de trás.

O design mostra que o smartphone parece ser fino, mesmo com a presença do painel solar, mostra ainda uma tela de ponta a ponta, o que significa que o smartphone pode trazer uma câmera frontal sob a tela assim como o sensor de impressão digital.

Claro que a ideia de um smartphone com suporte a carregamento via energia solar parece atraente, mas pode ser um desafio.

A LG lançou uma cobertura de carregamento com suporte a energia solar em 2010, infelizmente na época não atraiu muito a atenção visto que apenas 2 minutos de conversação eram possíveis após 10 minutos de carregamento solar.

Xiaomi registra patente de smartphone com bateria solarXiaomi registra patente de smartphone com bateria solar

Entretanto, assim como os smartphones, a tecnologia de células solares também evoluiu. Vemos baterias de 3500mAh com carga rápida/suporte de carregamento rápido, não serem suficientes para o uso do smartphone durante um dia, devido o uso intenso dos dispositivos. Além disso, ainda não sabemos muito sobre o projeto e seu status atual.

Por mais fascinante que pareça, um smartphone com carregamento embutido movido a energia solar pode ser bom para o meio ambiente, mas certamente um desafio para a qualquer empresa, inclusive a Xiaomi. 

Eu sou um entusiasta dessa tecnologia de carregamento. Na realidade o que entendo é que o painel solar presente no smartphone funcionaria não para carregar completamente o smartphone, mas sim, estender o tempo em que a bateria é descarregada.

Tenho uma câmera de vigilância em minha residência completamente livre de fios, inclusive de energia, ela é alimentada por baterias, e essas baterias por sua vez recebem carga constante de um painel solar acoplado à câmera, isso mantém a mesma funcionando por longos períodos. 

Em testes feitos com a câmera, por exemplo, sem utilizar o painel solar suas baterias perdem a carga com 10 dias de uso, com o painel acoplado e as baterias à 100%, a câmera está funcionando a exatos 32 dias e a carga da mesma está em 84%. 

Neste caso, eficiência energética da tecnologia de carregamento solar, aumentou absurdamente a vida útil do dispositivo que uso, mas o painel solar é pelo menos 2 vezes maior que a câmera de vigilância.

Fico na torcida para que a Xiaomi tenha sucesso e que essa tecnologia torne-se uma realidade o mais breve possível.

Compartilhe com seus amigos:
Bernardo Silva
Bernardo Silva Louco por tecnologia, amo velocidade e sou apaixonado por comida.
FACEBOOK // INSTAGRAM: @androidplaceblog // TWITTER: @bgssilva
Quer conversar com o(a) Bernardo, comente:
Minha foto
    Últimas notícias