Oficina da Net Logo

10 Dicas para importar um smartphone da China com segurança

Se você se está pensando em importar um smartphone da China, não faça sua compra antes de ler essas 10 dicas.

Por | @oficinadanet Smartphones Pular para comentários

Comprar um smartphone da China tem muitos benefícios, mas também tem seus riscos! Se você quer comprar um smartphone com um ótimo custo-benefício, uma das melhores opções é importar através dos sites de venda do país. Mas para comprar se forma segura, nós elaboramos 10 dicas principais para seguir ao comprar um smartphone da China, e evitar possíveis problemas.

Antes de mais nada, lembre-se que este tipo de compra geralmente é taxada pela Receita Federal. Portanto, além do valor de compra, você provavelmente terá que desembolsar mais algumas centenas de Reais em impostos brasileiros.  

10 Dicas para importar um smartphone da China

1. Pesquise o telefone e marca

Antes de enviar dinheiro para o revendedor on-line do seu novo smartphone Android chinês , gaste um pouco de tempo pesquisando sobre o produto. Verifique as especificações, se o design é o que você quer, se não é grande ou pequeno demais. Pesquise o máximo de informações possível antes concretizar a compra, pois é praticamente impossível enviar o aparelho de volta e receber um estorno do seu dinheiro.

2. Leia opiniões de usuários

Como parte de sua pesquisa, você também deve ler as resenhas de quem pegou o produto em mãos, e assistir a vídeos sobre o dispositivo que deseja comprar, comumente chamados de reviews. Até mesmo vídeos patrocinados valem a pena assistir, pois você pode ter uma boa noção do aparelho vendo imagens dele funcionando na mão de alguém. Leia em destaque: 10 Dicas para importar um smartphone da China com segurança.

3. Verifique se o smartphone funcionará no seu país

Lembre-se que os smartphones chineses são feitos para funcionar com redes WCDMA ou TD-SCDMA (CDMA também, mas isso não é tão comum). Se você pretende usar 3G em seu smartphone, então você deve optar por um modelo WCDMA, mas mesmo assim você deve verificar se as freqüências WCDMA são compatíveis com as operadoras de telefonia brasileiras.

» 5 smartphones da Xiaomi para comprar em 2018

4. Peça conselhos

Se você não tem certeza sobre algo do seu futuro smartphone, ou precisa de uma ajuda geral, pergunte. Você pode perguntar na seção de comentários do Oficina da Net e outros sites do gênero, ou ainda em fóruns na internet. Não confie em revendedores, pois, logicamente, eles vão responder o que eles acham que você quer ouvir, mesmo que não seja a verdade!

5. Leia opiniões e comentários

Leia os comentários para saber se a loja online que você pretende comprar é de confiança, e se ela entrega o produto correto e em bom estado. As lojas chinesas on-line são notórias por fóruns com spam e comentários com falsos comentários, portanto, atente para comentários mal-escritos como um sinal revelador.

6. Verifique com atenção as especificações

Lojas online chinesas não são conhecidas por sua atenção aos detalhes ou precisão e é comum encontrar um smartphone listado com especificações incorretas, ou mesmo impossíveis de ser daquele aparelho. 

7. O smartphone que você quer realmente está disponível?

Outra questão que os clientes devem atentar é se o aparelho realmente já está disponível. Muitas vezes, as lojas chinesas vendem smartphones que ainda nem foi lançado, ou que, sem saber, é uma pré-compra. Em ambos os casos, será difícil conseguir um reembolso, pois a empresa que aceita esses pedidos usará seu dinheiro como capital para investir na compra de ações. Verifique os sites de notícias para ver se os smartphones de seu interesse estão realmente disponíveis e, em caso de dúvida, pergunte.

8. O telefone que você está olhando está nas descrições?

Outro problema comum é que os revendedores podem listar smartphones falsos como se fossem verdadeiros. Isso costuma ser um problema com lojas que vendem réplicas de iPhone e Samsung como se fossem originais. Agora, é comum ver modelos falsos de dispositivos menos conhecidos, como da Xiaomi! Verifique se o que a imagem está mostrando corresponde às especificações, e se parece bom demais para ser verdade, então é! Não caia em armadilhas, como anúncios de smartphones muito abaixo dos preços praticados no mercado. Afinal, quando a esmola é demais, até o santo desconfia!

9. Frete e impostos

Um smartphone enviado da China muitas vezes tem um custo alto de frete. Além disso, por ser importação, é provável que você tenha que pagar um imposto à Receita Federal. As vezes, vale a pena comprar de revendedores no Brasil, especialmente no Mercado Livre, que você pode comprar parcelado no cartão de crédito, sem impostos extras, apenas por um pouco a mais do que o valor na China.

Além disso, como o smartphone já está no Brasil, levará muito menos tempo para chegar nas suas mãos. Smartphones importados da China demoram cerca de três meses para chegar. Essa demora em muito se dá na Receita Federal, então, se for importar, prepare-se para esperar. 

10. Use o PayPal

Por último, vamos falar da sua forma de pagamento. Se você encontrou um smartphone para comprar, seguindo todas as dicas dadas acima, e quer concretizar a compra, é chegado o momento de pensar no pagamento. Primeiramente, só compre se o vendedor aceitar pagamento via PayPal! 

Pagar diretamente com uma conta bancária significa que você não tem como bloquear o pagamento se algo der errado. Com o PayPal, você sempre pode reclamar, mesmo que os revendedores parem de responder. Se tiver sorte, você receberá um reembolso total.

Estas são as 10 dicas a seguir quando você pensa em comprar um smartphone da China. Você tem dicas ou conselhos de compra que não foram ditos aqui? Então, sinta-se à vontade para nos informar na seção de comentários abaixo.

MAIS SOBRE: #smartphones  #dicas  #importação  #china
Comentários
Carregar comentários
  • PARTICIPE DA NEWSLETTER

    As novidades de tech no seu
    e-mail, inscreva-se grátis ;)