A Xiaomi anunciou globalmente o seu novo smartphone Pocophone F1 e aproveitou para confirmar que o aparelho será vendido oficialmente em 65 países, isso mesmo, a fabricante chinesa vai disponibilizar o seu mais novo smartphone em quatro continentes diferentes, no caso, a África, América, Europa e Ásia.

Contudo, em solo brasileiro ele não chegará, somente nos países vizinhos, ou seja, na Colômbia, Chile e Uruguai. Além destes, o México também irá comercializar o novo Pocophone F1 da Xiaomi.

Já na Europa, mais de 30 países vão comercializar de forma oficial o aparelho da fabricante chinesa. Por outro lado, já na América do Norte, o Pocophone F1 não será comercializado de maneira oficial, com isso, não chegará nos Estados Unidos e no Canadá.

O novo smartphone da Xiaomi chama atenção nos seguintes aspectos: configuração e preço. Isso porque o Pocophone F1 traz especificações de um top de linha, mas em relação aos aparelhos de concorrentes, ele ainda é considerado o com melhor preço em todos os mercados. Com base nas informações do site XDA Developers, na França o dispositivo sai por US$ 380 (R$ 1.550), em Hong Kong custa US$ 360 (R$ 1.470), na Indonésia tem preço sugerido de US$ 310 (R$ 1.270), nas Filipinas de US$ 340 (R$ 1.390) e na Malásia de US$ 300 (R$ 1.125).

O Pocophone F1 vem com tela IPS LCD de 6,18 polegadas com resolução Full HD+ (2246 X 1080) pixels, com processador Qualcomm Snapdragon 845, 6 GB ou 8 GB de memória RAM, 64 GB, 128 GB ou 256 GB de armazenamento interno. Seu sistema operacional é Android Oreo e sua bateria é de 4.000 mAh.

Em relação as câmeras, ele possui duplo sistema de câmeras na parte traseira com um sensor de 12 megapixels e outro de 5 megapixels. Já para selfies possui uma câmera frontal com sensor de 20 megapixels.