Oficina da Net Logo

Brasil registra perda de meio milhão de linhas móveis em fevereiro

As operadoras Oi, Tim e Claro foram as que mais perderam nos último ano, juntas somaram 8,7 milhões de evasões.

Por | @oficinadanet Smartphones Pular para comentários

Com o avanço da tecnologia 4G no Brasil, o interesse por manter linhas móveis vem diminuindo. Nos últimos 12 meses, o número chega a 7,6 milhões de linhas telefônicas móveis a menos. Somente em fevereiro deste ano, o país perdeu 574 mil contratos, seja pré ou pós-pagos.

O número em questão representa 2,99% do total de linhas ativas, levando em consideração que em março o número de linhas pré-pagas era de 146 milhões, contra 89,6 milhões pós. No cálculo em questão já está inclusa a migração de usuários para a pós e novas aquisições do serviço de conta, que somaram 828 mil novos registros.

Brasil registra perda de meio milhão de linhas móveis em fevereiro.Brasil registra perda de meio milhão de linhas móveis em fevereiro.

Leia também: Leia em destaque: Os melhores smartphones de 2018.

As operadoras Oi, Tim e Claro foram as que mais perderam nos último ano, juntas somaram 8,7 milhões de evasões. Muitos dos clientes migraram para operadora como a Vivo, que cresceu em um milhão a sua base no mesmo período.

Entre os estados, Amazonas, Amapá, Maranhão, Roraima, Santa Catarina e São Paulo tiveram aumento do número de linhas. Com redução de apenas uma linha, o Pará manteve-se estável. Nos outros estados, o número de linhas de telefonia móvel caiu.

O acesso à internet móvel por tecnologias mais sofisticadas teve aumento de 41 milhões de novos acessos via 4G, ou seja, 61,50%.

TV por assinatura em queda

O setor de telefonia, como vimos, perdeu muitos clientes no último ano e o mesmo está aconteceu com a TV por assinatura. A queda registrada é superior a 4%, com redução de 761 mil contratos. Em fevereiro o registro foi de 120 mil a menos.

A Sky teve 71 mil clientes a menos, assim, 59,1% do total de cancelamentos. O grupo Claro perdeu no período 44 mil clientes.

Durante o ano, a soma da Claro foi de 800 mil cancelamentos, e Telefônica, por sua vez, somou 98 mil assinantes a menos.

A Oi, porém, registrou números positivos no período. Nos últimos 12 meses a base de assinantes aumentou 14%, ou seja, quase 190 mil novos assinantes.

MAIS SOBRE: #telefonia  #vivo  #oi  #claro
Comentários