Era só o que faltava: Hackers podem descobrir senhas pelo som da digitação

Segundo um novo estudo, os hackers podem usar o microfone do seu smartphone para sintonizar os hábitos de digitação e decodificar senhas com altos níveis de precisão.

Por Segurança digital 3 comentários

Um hacker pode descobrir suas senhas e sua digitação pelo som do teclado. Pesquisadores da Southern Methodist University, no Texas (EUA) descobriram que as ondas sonoras produzidas enquanto você digita no teclado do computador podem ser facilmente captadas por um smartphone.

Usando o microfone encontrado no aparelho, o novo método é tão eficaz que pode ser realizado em um espaço público barulhento, onde várias pessoas estão digitando. Depois de processar os sinais acústicos, é possível decodificar quais teclas foram tocadas, e em qual ordem. Esse método pode ser usado não apenas para decifrar a senha de uma pessoa, mas também para decifrar mensagens ou e-mails privados a alguém.

Para o estudo, os autores tentaram recriar um cenário de escritório do mundo real, da melhor maneira possível. Para isso, colocaram várias pessoas em uma sala de conferência e pediram que começassem a colaborar e anotar em seus notebooks sobre um futuro projeto fictício. Enquanto isso, haviam oito smartphones colocados na mesa da sala de conferência.

Os participantes não receberam instruções específicas ou um roteiro sobre como interagir uns com os outros. Além disso, eles estavam livres para digitar notas da forma que quisessem.

"Com base no que descobrimos, acho que as fabricantes de smartphones precisarão voltar à prancheta e se certificar de que estão aumentando a privacidade com que as pessoas têm acesso a esses sensores em um smartphone", disse Eric Larson, professor assistente na SMU, instituição responsável pelo estudo.

Os aplicativos para smartphones geralmente exigem que os usuários deem permissão para acessar o microfone do dispositivo como parte de seus termos de serviço. Essa permissão geralmente vem com o intuito de facilitar certas funções, mas com esse estudo, concluí-se que os hackers podem criar aplicativos maliciosos, com o objetivo de espionar ou hackear um usuário, seqüestrando secretamente o microfone do smartphone.

"Estávamos pensando nas falhas de segurança que podem existir quando você tem esses sensores sempre ativos no seu smartphone", disse Larson. "Queríamos saber se o que você está digitando em seu notebook, ou em qualquer teclado, pode ser sentido apenas pelos smartphones que estão na mesma mesa. A resposta é sim".

hacker

Os pesquisadores alertaram que a vítima não teria ideia de que está sendo hackeada, no entanto, há certas ressalvas ao método. O hacker precisaria conhecer o tipo de material da tabela em que a vítima está digitando, pois as superfícies de metal e madeira produzem diferentes padrões de ondas sonoras.

O estudo foi publicado na revista científica Interactive, Mobile, Wearable e Ubiquitous Technologies.

Compartilhe com seus amigos:
Priscilla Kinast
Priscilla Kinast Estudante de Ciência e Tecnologia na UFRGS - Universidade Federal do RS, apaixonada por inovações tecnológicas, mistérios da ciência, bem como filmes e séries de ficção científica
FACEBOOK // INSTAGRAM: @priscillakinast // TWITTER: @prkinast
Quer conversar com o(a) Priscilla, comente:
Carregar comentários
Quantos celulares a Motorola tem em linha?
5(14,79%)
10(56,07%)
15(11,48%)
20(9,49%)
26(8,17%)