Oficina da Net Logo

Samsung pode acabar perdendo a liderança no mercado de chips para a Intel

Depois de ultrapassar a maior fabricante de chips do mundo, a sul-coreana pode voltar a ocupar o segundo lugar no ranking, apontam analistas.

Por | @ingridjank Samsung

A Intel sempre se manteve como a maior fabricante de chips do mundo, no entanto, recentemente a Samsung se pôs na frente e interrompeu os 24 anos de sucesso da concorrente. A sul-coreana conseguiu crescer devido a sua produção de itens para smartphones, que acabam vendendo mais do que computadores.

O jornal Korea Times publicou em setembro do ano passado os números da consultoria japonesa Nomura Securities, na qual apontava que a Samsung teve uma receita de UR$ 15,1 bilhões em venda de chips no segundo trimestre de 2017. Ao passo que a Intel contou com UR$ 14,4 bilhões. Em relação ao resto do ano, a coreana também acabou se sobressaindo.

O chipset do Samsung Galaxy S9, promete mais poder, velocidade e melhor câmera.O chipset do Samsung Galaxy S9, promete mais poder, velocidade e melhor câmera.

Entretanto, as empresas de pesquisa IHS e Gartner informam que a prevalência da Samsung pode acabar sendo pequena, pois neste ano o mercado de chips deve acabar sofrendo uma queda nos preços dos processadores mobile e nas unidades de memória e isso resultaria em uma nova vantagem para a Intel. O motivo disso se dá pela dominância da companhia no mercado de soluções para PCs e servidores, o que acaba beneficiando a Intel diretamente, pois a venda de notebooks e Pcs está em crescimento atualmente.

Os chineses também marcam presença com empresas locais, que estão investindo no mercado de smartphones ao produzirem processadores e outros componentes. Essa questão deve atrapalhar a Samsung, que poderá se ver obrigada a baixar os preços devido a concorrência.

Leia também:

De acordo com o analista da Gartner, Andrew Norwood, a empresa coreana vai acabar perdendo seu lugar no ranking devido ao crescimento dos chineses dentro do mercado de chips, já que sua receita pode acabar perdendo ganhos.

Mesmo com os analistas alertando que a Samsung deveria se precaver dos avanços chineses, a empresa afirmou que as fabricantes locais não são uma ameaça. A coreana também passou por um episódio em que se desculpou aos seus acionistas pelo desempenho mais fraco na China.

MAIS SOBRE Samsung Intel mercado
SHARE
+ Notícias
Assine a nossa newsletter
Comentários