WhatsApp é acusado de violar leis internacionais de privacidade

Canadá e Holanda acusaram nesta segunda-feira de violar leis internacionais de privacidade. O Comissariado para a Proteção da Privacidade do Canadá e a autoridade holandesa de proteção de dados pessoais, a CBP, fizeram uma investigação conjunta do WhatsApp...

Por | @nmuller99 Redes sociais

O WhatsApp um aplicativo multi-plataforma de mensagens instantâneas líder inquestionável no assunto, que competindo com uma série de serviços com base na Ásia, WhatsApp cresceu de 2 bilhões de mensagens por dia em abril de 2012 para 10 bilhões em agosto do mesmo ano, vem sendo acusado de violar leis de violação de privacidade.

Canadá e Holanda acusaram nesta segunda-feira de violar leis internacionais de privacidade. O Comissariado para a Proteção da Privacidade do Canadá e a autoridade holandesa de proteção de dados pessoais, a CBP, fizeram uma investigação conjunta do WhatsApp, sistema de mensagens instantâneas para smartphones.

Quando você instala o aplicativo no seu smartphone, ele coleta dados de sua lista de contatos para identificar outros usuários que possuam conta no aplicativo. Este método está sendo acusado por apropriação de informações sigilosas, que abriu precedente para processos contra invasão de privacidade. Não existe uma alternativa, como incluir apenas os contatos que utilizam o aplicativo. 

As investigações estão sendo conduzidas de forma conjunta pelo Gabinete Comissão de Privacidade do Canadá (conhecido pela sigla OPC) e a autoridade holandesa College Bescherming Persoonsgegevens (CBP).

A empresa americana ainda não se pronunciou oficialmente sobre o assunto, mas é provável que vá entrar em acordo com os órgãos dos dois países.

Você usa o WhatsApp? Gosta dele? Comente abaixo:

Mais sobre: whatsapp, midias sociais, segurança
Share Tweet
DESTAQUESRecomendadoMais compartilhados
Comentários
AINDA NÃO SE INSCREVEU?

Vem ver os vídeos legais que
estamos produzindo no Youtube.