Estrela próxima da Terra possui planeta que pode ser habitado

Há tempos que notívagos e astrônomos acreditam que Tau Ceti, uma estrela visível a olho nu da Terra, brilhasse sozinho, porém, recentemente foi descoberto que cinco planetas orbitam ao redor dela.

Por Pular para comentários
Estrela próxima da Terra possui planeta que pode ser habitado

Há tempos que notívagos e astrônomos acreditam que Tau Ceti, uma estrela visível a olho nu da Terra, brilhasse sozinho, porém, recentemente foi descoberto que cinco planetas orbitam ao redor dela. Um desses planetas está localizado em uma zona considerada "habitável", disse um estudo publicado nesta quarta-feira (19).

Tau Ceti faz parte da Constelação Baleia e fica perto ao Sol, como também tem semelhança com o nosso planeta em massa e também irradiação. Apesar de atualmente estar chamando a atenção, nenhum planeta havia sido encontrado no entorno de Tau Ceti. Somente foi descoberto após uma equipe internacional teve a brilhante ideia de testar nesta estrela uma nova técnica de coleta de dados astronômicos, estes, com capacidade de detectar sinais duas vezes mais potentes.

"Nós escolhemos Tau Ceti (...) porque achamos que ela não comportaria nenhum sinal. E ela é tão brilhante e similar ao nosso sol que constitui uma cobaia ideal para testar nosso método de detecção de planetas de pequena proporção", explicou em um comunicado Hugh Jones, da Universidade britânica de Hertfordshire.

Assim, os astrônomos descobriram cinco planetas, com massa de tamanho entre duas a seis vezes a da Terra. Um dos planetas está em uma zona propícia, deste modo, nem muito quente, como também não muito fria, permitindo desta forma  a existência de uma atmosfera e de água em estado líquido, e portanto, podendo abrigar algum tipo de vida.

"Tau Ceti é uma de nossas vizinhas cósmicas mais próximas, tão brilhante que nós poderíamos chegar a estudar as atmosferas de seus planetas em um futuro não muito distante", afirmou James Jenkins, da Universidade do Chile, que participou do estudo publicado na revista Astronomy & Astrophysics.

Com essa descoberta, a ideia de "que quase todas as estrelas têm planetas e que a galáxia deve, portanto, conter um grande número de planetas potencialmente habitáveis de tamanho próximo do nosso", acrescentou Steve Vogt, da Universidade da Califórnia em Santa Cruz.

Compartilhe com seus amigos:
Comentários:
Carregar comentários