Oficina da Net Logo

Como rastrear o posicionamento orgânico no Google Analytics

Um dos trabalhos essenciais que o profissional de SEO realiza é mensurar o posicionamento orgânico de cada palavra-chave que ele deseja que seu site apareça. De fato, há muitas ferramentas que fazem isso. No entanto, vejamos como conseguir esses dados utilizando o Google Analytics.

Por | @le17i Marketing Digital

Um dos trabalhos essenciais que o profissional de SEO realiza é mensurar o posicionamento orgânico de cada palavra-chave que ele deseja que seu site apareça. De fato, há muitas ferramentas que fazem isso. No entanto, vejamos como conseguir esses dados utilizando o Google Analytics.

 

Primeiro Passo: criando um conta clone

Para fazer isso, acesse o menu de administrador no Google Analytics. Em seguida vá em perfis, e clique em “Novo perfil”.

 Como rastrear o posicionamento orgânico no Google Analytics

Na página “Criar novo perfil”, insira o nome do perfil, depois veja se o fuso horário está certo e clique em “Criar perfil’. Então você será direcionado para a página do perfil criado.

Como rastrear o posicionamento orgânico no Google Analytics

 

Segundo Passo: criando os filtros

Com o perfil clone criado, vá na aba “Filtros”. Iremos criar 3 filtros para este perfil. A partir deles o Google Analytics irá nos dar o posicionamento das palavras-chaves que trouxeram tráfego ao site.

Clique em “Novo filtro”. Em seguida, na página “Adicionar filtro ao perfil”, selecione a opção “Criar novo filtro” e coloque o nome Organico no campo “Nome do filtro”. Selecione “Filtro personalizado” e depois, selecione a opção “Incluir”.Na opção “Campo de filtro”, selecione “Mídia de campanha”, e na opção “Padrão de filtro, escreva “organic”. Clique em “Salvar”.

Como rastrear o posicionamento orgânico no Google Analytics

Vamos ao segundo filtro. Clique novamente em “Novo filtro”. Na página “Adicionar filtro ao perfil”, selecione a opção “Criar novo filtro” e coloque o nome Google no campo “Nome do filtro”. Selecione “Filtro personalizado” e depois, selecione a opção “Incluir”.

Como rastrear o posicionamento orgânico no Google Analytics

 

  • Na opção “Campo de filtro”, selecione “Origem da campanha”, e na opção “Padrão de filtro, escreva “google”. Clique em “Salvar”. 
  • A criação do terceiro filtro é um pouco diferente. Clique novamente em “Novo filtro”. Na página “Adicionar filtro ao perfil”, selecione a opção “Criar novo filtro” e coloque o nome Posição no campo “Nome do filtro”.
  • Selecione “Filtro personalizado” e depois, selecione a opção “Avançado”.
  • Na opção “Campo A -> Trecho A”, selecione “Termo da campanha” e na caixa de texto ao lado, insira o seguinte valor: (.*)
  • Na opção “Campo B -> Trecho B”, selecione “Referência” e na caixa de texto ao lado, insira o seguinte valor: cd=([^&]*)
  • Na opção “Saída para -> construtor”, selecione “Referência” e na caixa de texto ao lado, insira o seguinte valor: $A1 (pos: $B1)
  • Nas opções “O campo A é obrigatório”, “O campo B é obrigatório” e “Substituir campo de saída” marque como sim. Clique em “Salvar”.

Como rastrear o posicionamento orgânico no Google Analytics

Pronto. Agora com os filtros criados, o Google Analytics começará a exibir a posição das palavras-chaves. No entanto, será necessário aguardar um tempo para o Google Analytics pegar novas informações.

Como rastrear o posicionamento orgânico no Google Analytics

 

Terceiro Passo: visualizando os relatórios

Para visualizar os relatórios com a posição das palavras chaves, acesse o perfil clone e abra o menu lateral “Público-alvo”. Clique em “Personalizado” e depois em “Definido pelo usuário”. Veja que os termos aparecem com (pos:N). O número exibido é a posição que palavra-chave estava quando foi clicada no Google.

Como rastrear o posicionamento orgânico no Google Analytics

Por hoje é só. Até os próximos posts. Matéria baseada na Apresentação Rastrear posicionamento orgânico no Google Analytics criado por Denis Andrade.

Também visto no meu blog Leandro Dias.

MAIS SOBRE seo guiaseo dicas
SHARE
Últimas em Guiaseo
    + Tutoriais
      Assine a nossa newsletter
      Comentários