Uso da internet diminui inteligência e empatia, diz pesquisadora

De acordo com a neurocientista e baronesa britânica Susan Greenfield, o novo parâmetro de vida, ou seja, o virtual, está deixando as pessoas menos inteligentes como também com menos capacidade de empatia

Por Internet Pular para comentários

 

De acordo com a neurocientista e baronesa britânica Susan Greenfield, o novo parâmetro de vida, ou seja, o virtual, está deixando as pessoas menos inteligentes como também com menos capacidade de empatia. De acordo com informações do jornal Folha de São Paulo, a baronesa, que também é professora na Universidade de Oxford, no Reino Unido, diz que quer ser uma voz dissonante em meio às redes sociais.

A neurocientista defende que o uso de redes sociais e videogames tem um efeito bioquímico muito parecido ao vício em drogas no cérebro. "No ano passado, um trabalho com tomografias mostrou anormalidades estruturais ligadas a esse tipo de comportamento", disse.

Além do mais, o estudo realizado por Susan aponta problemas de compreensão verbal e também um declínio na capacidade de empatia entre os usuários da internet. Ao ser questionada sobre os altos índices de QI que estão surgindo na atualidade, a professora disse que o uso de videogames pode acarretar na melhora da memória a curto prazo como também na agilidade do usuário, para tanto, não fornece ao jogador sabedoria e entendimento.  "O que nós não estamos vendo é um aumento dos insights sobre a condição humana ou da imaginação, por exemplo".

 

Compartilhe com seus amigos:
Rafaela Pozzebom
Rafaela Pozzebom Graduada em Letras pela UFSM e especialista em Tecnologias da Informação e da Comunicação aplicadas à educação
FACEBOOK //
Quer conversar com o(a) Rafaela, comente:
Carregar comentários
Quantos celulares a Motorola tem em linha?
5(15,27%)
10(57,18%)
15(11,62%)
20(7,88%)
26(8,05%)