Sonda Mars coleta imagens de neve em Marte

De acordo com o a Agência Espacial Norte Americana – NASA, a mesma obteve informações coletadas pela sonda Mars de que há indícios de neve de dióxido de carbono no pólo sul de Marte

Por | @oficinadanet Internet

De acordo com o a Agência Espacial Norte Americana – NASA, a mesma obteve informações coletadas pela sonda Mars de que há indícios de neve de dióxido de carbono no pólo sul de Marte.

Mais conhecido como gelo seco, o mesmo requer temperaturas acima dos 125ºC negativos. Mesmo o planeta vermelho tendo muitas semelhanças ao nosso, ele também é muito diferente.

Os dados captados pela sonda espacial Mars foram feitos entre 2006 a 2007 e somente agora revelados, onde as nuvens de dióxido de carbono de cerca de 500 km de diâmetro foram monitoradas a um longo tempo. Conforme, Paul Hayne do Laboratório de Propulsão a Jato da NASA e principal autor do estudo declarou em entrevista que, “Estas são as primeiras detecções definitivas de nuvens de neve de dióxido de carbono”.

Os cientistas que realizaram os estudos analisaram as tais nuvens olhando as mesmas bem acima e lateralmente com a sonda, onde a Mars gravava o brilho em nove bandas de luz visível e infravermelha, como uma forma de examinar as partículas e os gases na atmosfera marciana.

De acordo ainda com os estudos, a neve teria se formado a partir das nuvens em torno do pólo sul do planeta vermelho; para a equipe de cientistas, as nuvens de dióxido de carbono são grossas, sendo elas suficientes para acumular neve na superfície. A questão na verdade, é como o gelo seco se acumula na superfície? Congela o nível da superfície como uma geada e também cai como neve? São perguntas que ficam no ar. Literalmente.

O estudo está publicado no Journal of Geophysical Research.

Mais sobre: neve, marte, nasa
Share Tweet
DESTAQUESMais compartilhados
Comentários
AINDA NÃO SE INSCREVEU?

Vem ver os vídeos legais que
estamos produzindo no Youtube.