NASA informa que até 2050 o gelo Ártico poderá desaparecer

Pesquisadores da NASA – Agência Espacial Norte-Americana informaram que os resultados da medição do gelo no Ártico foram menores desde que começou o monitoramento por satélite, em 1979

Por | @oficinadanet Internet

Pesquisadores da NASA – Agência Espacial Norte-Americana informaram que os resultados da medição do gelo no Ártico foram menores desde que começou o monitoramento por satélite, em 1979.

De acordo com os mesmos, a camada de gelo que cobre o oceano Ártico nunca foi tão pequena como desta vez, e está a cada ano diminuindo mais. Conforme essas medições, a extensão da cobertura de gelo chegou a 4,09 milhões de quilômetros quadrados, sendo bem provável que mais gelo ainda derreta nas próximas semanas.

Sendo assim, estes dados apresentados pela NASA, mostra a quebra de um recorde anterior, de 4,17 milhões de quilômetros quadrados, estabelecido em 2007. Vale lembrar, que a região polar norte, é composta de um oceano, cuja superfície é coberta de gelo, onde no inverno a água congelada cobre uma área de cerca de 15,54 milhões de quilômetros quadrados, encolhendo no verão e voltando a aumentar no outono. 

Os pesquisadores ainda informaram que a camada de gelo do continente gelado está mais fina, sendo assim, eles prevêem que até o ano de 2050 o continente Ártico não terá mais gelo.

Mais sobre: oceano, gelo, ártico
Share Tweet
DESTAQUESMais compartilhados
Comentários
AINDA NÃO SE INSCREVEU?

Vem ver os vídeos legais que
estamos produzindo no Youtube.