Oficina da Net Logo

Tim tem negado pedido feito a Justiça Federal de Brasília: entenda o caso

O pedido de liminar impetrado pela operadora TIM, contra a suspensão de vendas determinada na semana passada pela Anatel, foi negado pela Justiça Federal de Brasília

Por | @oficinadanet Internet Pular para comentários

O pedido de liminar impetrado pela operadora TIM, contra a suspensão de vendas determinada na semana passada pela Anatel, foi negado pela Justiça Federal de Brasília. Para entender melhor o caso, nós explicamos: na última semana a Agência Nacional de Telecomunicações – Anatel proibiu a venda de chips da empresa em 18 estados e no Distrito Federal, com isso, a TIM entrou com recurso solicitando liminar na última sexta-feira.

O pedido foi enviado para 4ª Vara da Justiça Federal de Brasília. Em resposta ao mesmo, o juiz Tales Krauss Queiroz afirmou que, “De dois anos pra cá, é pública e notória a piora na qualidade dos serviços de telefonia celular do país... há uma sensação generalizada por parte dos usuários de que a qualidade caiu; são interrupções de serviço, chamadas não completadas, queda das ligações, falhas na qualidade dos sinais, deficiências de conexão e velocidade”, completou o juiz.

Ainda em cima de sua decisão, o juiz Tales Krauss Queiroz afirmou que, “Como se trata de medida cautelar, em que o contraditório não é suprimido, mas postergado, diferido, conclui-se que não há ilegalidade na conduta da agência reguladora”. Em mais um ponto de sua decisão, o juiz também acrescenta que a proibição de novas vendas de chips foi proporcional aos problemas apresentados.

Com tudo isso, a TIM vem perdendo muito dinheiro com suas ações, hoje as 12h26, as ações da empresa exibiam queda de 3%, cotadas em R$ 8,28 cada, já na Ibovespa a queda era um pouco maior, na casa dos 3,2%. Leia em destaque: Os 10 maiores canais do YouTube.

Para o procurador-geral da Anatel, Victor Cravo, disse ele que, “O juiz entendeu que não era uma decisão inédita”, lembrando que a própria Anatel já havia proibido, anos atrás a venda de novos planos de banda larga fixa da Telefônica em São Paulo.

Vale lembrar que a decisão tomada pelo juiz Tales Krauus Queiroz, pode ser recorrida ainda no Tribunal Regional Federal pela TIM. Sendo assim, essa decisão ainda não chegou ao seu final.

Você tem Telegram? Então inscreva-se grátis aqui no canal do Oficina da Net e recebe todas as notícias pelo mensageiro.

MAIS SOBRE: #tim  #planos  #justiça
Comentários
Carregar comentários