Brasil ultrapassa 100 milhões de internautas, diz IBGE

Em 2015, a porcentagem da população brasileira que acessa a internet subiu para 57,5%. No ano anterior, foi a primeira vez que o índice ultrapassou a metade, chegando a 54,4%.

Por | @oficinadanet Internet

De acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD), que foi divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta sexta-feira (25), o número de internautas no Brasil ultrapassou 100 milhões em 2015.

Brasil ultrapassa 100 milhões de internautas, diz IBGE

Leia também:

O número de pessoas com mais de 10 anos que se conectam a rede aumentou 7,1% no ano passado em relação a 2014. Com isso, o número total de internautas saltou para 102,1 milhões.

Em 2015, a porcentagem da população brasileira que acessa a internet subiu para 57,5%. No ano anterior, foi a primeira vez que o índice ultrapassou a metade, chegando a 54,4%.

A internet no Brasil teve avanço, mesmo com o recuo da adoção de computadores pessoais. Em 2015, a primeira queda no número de domicílios que contavam com um computador. No mesmo período, também houve queda na quantidade de lares com tinham PCs conectados à internet, passando de 28,2 milhões para 27,5 milhões.

“Isso se deve ao crescimento do acesso por meio de outros equipamentos e em outros locais que não o domicilio”, diz o IBGE.

A atual situação é reflexo do aumento do uso de smartphones para se conectarem à internet, conforme já apontou um relatório Pnad de 2014. A Pnad 2015 mostra que o cenário não mudou, e o smartphone continua tomando espaço.

Quanto à faixa etária dos usuários, a Pnad mostra que internautas entre 40 e 49 anos somaram 15,5 milhões, alta de 13,9% em relação a 2014. Os usuários de internet com mais de 50 anos formam um contingente de 14,8 milhões, 20,1% maior que no ano anterior.

Deste modo, os usuários com mais idade se tornaram mais numerosos na internet que jovens com idade entre 20 e 24 anos, que somavam 12,5 milhões.

Para completar, a Pnad mostra que em 2015 todas as regiões brasileiras tiveram ampliação nos índices de conexão de seus habitantes. Sudeste (65,1%), Centro-Oeste (64,0%) e Sul (61,1%) registraram porcentagens acima da média brasileira. Já as regiões Norte (46,2%) e Nordeste (45,1%) apresentaram os níveis mais baixos.

Mais sobre: internet brasilsmartphone rafaelapozzebon
Share Tweet
Recomendado
Comentários
Carregar comentários
Destaquesver tudo

Siga nossas contas no Twitter