Estudo diz que Google da prioridade para páginas de esquerda

Os 40 primeiros resultados de busca de cada termos foram repassados aos quatro especialistas, que tiveram que classificar os links em uma escala de um a cinco, sendo um de esquerda e cinco de direita.

Por | @oficinadanet Internet

De acordo com um estudo conduzido pela CanIRank, empresa que ajuda sites a conseguirem boas performances juntamente com o buscador do Google, disse que a ferramenta prioriza os resultados mais liberais. O estudo diz que 50% das pesquisas por termos políticos resultaram com páginas melhor identificadas com a esquerda.

Estudo diz que Google da prioridade para páginas de esquerda

Leia também:

Para a conclusão, a CanIRank solicitou ajuda de quatro especialistas em política e buscas online (dois liberais e dois conservadores). No mês passado, a empresa realizou pesquisas por 50 termos, como “ISIS”, “aborto”, “donald trump lies” (mentiras de Donald Trump) e “hillary clinton illness” (doença de Hillary Clinton).

Os 40 primeiros resultados de busca de cada termos foram repassados aos quatro especialistas, que tiveram que classificar os links em uma escala de um a cinco, sendo um de esquerda e cinco de direita.

Cada um dos avaliadores, segundo a CanIRank, usou seus próprios critérios, mesmo assim, eles concordaram em quase 90% dos links. Deste modo se descobriu que, das cerca de 2 mil páginas observadas, 31% delas eram liberais, 22% eram consideradas conservadoras, e 47%, neutras.

O Wall Street Journal procurou o Google, que negou qualquer influência política no buscador. “Desde o começo, nossa atuação nas buscas tem sido providenciar as respostas e resultados mais relevantes aos nossos usuários, e nós enfraqueceríamos a confiança das pessoas nos nossos resultados, e na nossa companhia, se mudássemos o curso [das coisas]”, disse um porta-voz da companhia.

De acordo com acadêmicos que estudam o comportamento do Google nos resultados de buscas, que foram consultados pelo jornal, disseram que dificilmente o Google iria tentar direcionar as buscas. O resultado, acreditam os estudiosos, é referente ao cenário atual.

“O Google é basicamente um motor de popularidade no sentido de que, quanto mais links você tem, mais alta é a sua classificação”, explicou ao WSJ Nick Diakopoulos, que é professor de jornalismo na Universidade de Maryland e estuda algoritmos. “Se você tiver um grupo maior na esquerda e mais ligações entre essas páginas, é uma forma de reforço.”

Mais sobre: google resultado buscas
Share Tweet
Recomendado
Comentários
Carregar comentários
Destaquesver tudo
  • ASSINE NOSSA NEWSLETTER

    As melhores publicações no
    seu e-mail

  • Preencha para confirmar