Google acaba com vida digital de pessoas que aplicaram golpes à empresa

Muitas pessoas estavam comprando o aparelho Google Pixel através do Project Fi, a operadora do Google, e revendendo os smartphones a uma empresa de New Hampshire.

Por | @RafaelaPozzebon Tecnologia

O Google, como bem sabemos, é uma grande potência tecnológica, sendo que seus produtos já fazem parte do cotidiano das pessoas. Então, imagine, de uma hora para outra não ter mais acesso a qualquer serviço da empresa. Pois bem, foi exatamente isso que ocorreu com alguns americanos que participaram de um esquema de revenda de celulares.

Google pune pessoas que aplicaram <a onclick=golpe à empresa bloqueando o acesso aos seus serviços." />
Google pune pessoas que aplicaram golpe à empresa bloqueando o acesso aos seus serviços. Elas perderam, inclusive, suas contas em redes sociais.       

Leia também:

Muitas pessoas estavam comprando o aparelho Google Pixel através do Project Fi, a operadora do Google, e revendendo os smartphones a uma empresa de New Hampshire. Essa empresa, então, acabava repassando os aparelhos sem taxa de venda e ainda dividia os lucros com os consumidores.

O Google, após descobrir o esquema, foi atrás dos envolvidos, já que as circunstâncias violam os termos de serviço. No texto aparece que uma pessoa só pode adquirir o produto para uso pessoal, e não revenda.

De acordo com o jornal The Guardian, há centenas de envolvidos, e mais ainda poderão surgir, já que o esquema já teria acontecido com outros aparelhos também.

O Google, como punição aos infratores, excluiu as pessoas de seus serviços. Além de não poderem comprar nada nas lojas, o Gmail também está bloqueado. Com isso, muitos deles podem ter perdido e-mails, fotos, documentos, entre outros.

Os usuários que utilizam uma conta do Gmail, por exemplo, para acessar uma rede social, acabaram ficando sem poder trocar a senha, consequentemente, sem acesso.

O Google foi questionado pelo The Guardian se as medidas não foram muito duras, porém, não obteve resposta.

Recomendado
Siga nas redes
Mais compartilhados
O QUE LER EM SEGUIDA
Comentários
  • ASSINE NOSSA NEWSLETTER

    As melhores publicações no
    seu e-mail

  • Preencha para confirmar