ONG Bósnia alerta jogadores do Pokémon Go sobre campos minados

De acordo com a organização, cerca de 2% do território da Bósnia-Herzegovina continua minado, mesmo após 20 anos do fim da guerra.

Por | @oficinadanet Games

O Pokémon Go está fazendo sucesso em vários locais do mundo, e os usuários não poupam esforços para capturar os bichanos. Alguns locais, inclusive, estão proibindo os usuários de acessarem o jogo. Agora, uma ONG Bósnia está alertando as pessoas sobre o perigo dos campos minados na caça dos Pokémons.

ONG Bósnia alerta jogadores do Pokémon Go sobre campos minados
Na caça de Pokémons, usuários podem estar arriscando suas vidas em campos minados da Bósnia. ONG alerta jogadores sobre o perigo.

Leia também:

De acordo com a organização, cerca de 2% do território da Bósnia-Herzegovina continua minado, mesmo após 20 anos do fim da guerra. Com isso, nesta semana a ONG resolveu alertar os jogadores sobre os perigos de entrar em campos minados para caçar Pokémons no celular.

"Pedimos aos cidadãos que respeitem os sinais de perigo de minas instaladas e que não entrem em áreas que desconhecem", informou a ONG Posavina bez mina (Posavina sem minas) em sua conta no Facebook.

De acordo com a ONG “há casos de usuários do aplicativo Pokémon Go que entram em áreas de risco ou duvidosas para buscar algum pokémon".

A Guerra da Bósnia durou de 1992 e 1995, e ainda 2% do território da Bósnia-Herzegovina continua minado.

Mais de 1.700 pessoas já foram atingidas nos campos minados desde então. Do total, 606 mortes desde o início dos trabalhos de desativação das minas, que tiveram início em 1996.

Mais sobre: pokemongo game jogo
Share Tweet
Recomendado
Comentários
Carregar comentários
Destaquesver tudo