Pokémon Go é barrado no Museu do Holocausto dos Estados Unidos

Milhares de jogadores não estão poupando esforços para capturar os bichanos do Pokémon Go, seja o local que for.

Por | @RafaelaPozzebon Games

O game Pokémon Go está fazendo grande sucesso, isso é fato. Milhares de pessoas não estão poupando esforços para capturar os bichanos, seja o local que for. No entanto, alguns locais já estão proibindo a prática, já que nem todos são vistos como “apropriados”.

Na terça-feira (12), por exemplo, o Museu do Holocausto dos Estados Unidos solicitou que os visitantes parem de jogar o Pokémon Go no local. De acordo com a direção do local, a prática é algo “extremamente inapropriado” em um memorial dedicado às vítimas do nazismo.

Pokémon Go é barrado no Museu do Holocausto dos Estados Unidos
Usuários capturam os bichinhos no Pokémon Go através da sua localização fornecida pelo smartphone juntamente com o auxílio da câmera.

Leia também:

No game, os jogadores precisam levantar de onde estão e sair à caça dos monstrinhos. O Pokémon Go une a localização dos usuários à tecnologia de realidade aumentada, que leva os bichanos para o mundo real.

Muitas pessoas acabaram ficando indignadas com uma imagem postada online em que exibe um dos personagens do lado de fora das portas que dão acesso ao auditório Helena Rubinstein, no Museu do Holocausto.

Pokémon Go é barrado no Museu do Holocausto dos Estados Unidos
Recentemente,um homen divulgou uma imagem capturando um Pokémon enquanto sua mulher estava na sala de parto.

"Estamos tentando remover o museu do jogo," disse o diretor de comunicações do museu, Andy Hollinger, em comunicado. "A tecnologia pode ser uma importante ferramenta de aprendizagem, mas esse jogo fica longe de nossa missão educacional e de memória."

Mais sobre: pokemongo, pokemon, game
Share Tweet
DESTAQUESRecomendadoMais compartilhados
Comentários
AINDA NÃO SE INSCREVEU?

Vem ver os vídeos legais que
estamos produzindo no Youtube.