5 dicas do que observar na hora de escolher um smartphone pela câmera

Não se iluda. Não é apenas a quantidade de megapixels que irá definir se sua câmera do celular será capaz de fazer belas fotografias ou não.

Por | @oficinadanet Smartphones

Foi-se o tempo em que para se fazer uma boa fotografia era necessária uma câmera profissional. É claro que para imagens mais produzidas, voltadas a datas especiais, eventos ou até mesmo os famosos books que, remodelados, estão fazendo sucesso nas redes sociais, a experiência de um bom profissional e um equipamento de qualidade fazem a diferença.

Mas na era do Facebook, Instagram, Snapchat (entre outras redes) e das selfies, capturar imagens tornou-se algo comum e feito a todo instante, diferente de alguns muitos anos atrás, em que as fotografias eram feitas apenas em eventos especiais, para serem impressas e guardadas em álbuns a serem compartilhados no máximo com as visitas.

Diante de tantas mudanças os celulares também evoluíram e hoje apresentam câmeras com qualidade cada vez melhor. Por estarem sempre por perto, são os queridinhos na hora de fazer aquela selfie com o amigo, na balada, em casa, no passeio ou na academia. Em virtude disto muita gente costuma escolher o aparelho com base na qualidade da câmera. Até aí tudo bem. O problema é que o mais natural é definir o potencial deste componente, observando apenas a quantidade de megapixels que ele possui.

5 dicas do que observar na hora de escolher um smartphone pela câmera

Ao contrário do que se pensa, não é apenas a quantidade de megapixels que define se a câmera de seu smartphone irá capturar belas imagens ou não. A quantidade de pixels é sim um parâmetro de qualidade, mas não o único. Podemos resumir as funções dos megapixels em duas: criar uma imagem maior, que possa ser impressa sem a perda de qualidade e permitir o zoom digital sem que a imagem fique com aquele aspecto quadriculado ou que ela perca detalhes.

Veja também9 dicas de fotografias com smartphones

Contudo, existem outros fatores que devem ser observados e que são fundamentais para o bom desempenho do equipamento. Confira neste artigo cinco dicas do que observar na hora de escolher um smartphone pela sua câmera.

Lente

As lentes são uma parte extremamente importante da câmera do seu celular, pois é através delas que o sensor digital do aparelho irá visualizar a cena ou o objeto que você deseja registrar. Então, a qualidade do vidro utilizado faz uma diferença e tanto. Um bom exemplo disto é o iPhone que mesmo tendo uma câmera com quantidade de megapixels inferior à de muitos de seus concorrentes, a lente de cristal Zafira faz a diferença na hora de dar o clique e conseguir uma boa imagem. Outro fator relevante a ser observado é a quantidade de lentes que formam o conjunto óptico da câmera. As câmeras dos smartphones top de linha costumam não ter apenas uma, mas um jogo de lentes embutidas em seu sensor.

5 dicas do que observar na hora de escolher um smartphone pela câmera

Abertura de Lente

Também é importante observar na hora de escolher o smartphone com a melhor câmera para suas fotografias, a abertura de lente. Quanto maior for a abertura, mais clara será a lente, pois maior quantidade de luz chegará até o sensor. Lentes com aberturas menores tendem a demorar mais para capturar a imagem, o que aumenta consideravelmente os riscos de sua imagem sair borrada. A abertura é medida pela letra “f”, seguida por um número. Quanto menor for este número, maior será a abertura de lente. Porém, quanto maior abertura, maior também será a sensação de profundidade percebida na foto, o que não é o ideal se a ideia for fotografar objetos mais próximos, sem dar destaque ao que aparece ao fundo da imagem. A abertura menor é indicada quando se quer aplicar o foco em um objeto distante e deixar o resto da imagem menos nítida.

5 dicas do que observar na hora de escolher um smartphone pela câmera

Sensor

Outro fator importante é pesquisar o tamanho e o tipo do sensor de captura das imagens. Ele é o responsável por transformar a luz em sinais elétricos. Neste caso, quanto maior o sensor melhor, pois ele será capaz de gerar pixels maiores, que são mais sensíveis à luz. Como já vimos, quanto mais luz, mais nítida poderá ficar a sua fotografia, principalmente em ambientes com iluminação baixa.

Estabilizador de imagens

Esta função pode evitar que a sua fotografia saia tremida, principalmente se você quiser registrar uma cena em movimento. Existem dois tipos de estabilização, são elas: óptica e eletrônica. Este último serve para solucionar problemas menores. É feito via software que tenta corrigir o movimento das mãos do usuário. Já a estabilização óptica é superior. Feita via hardware, com componentes flexíveis para evitar que a câmera se movimente demais na hora de dar o clique.

5 dicas do que observar na hora de escolher um smartphone pela câmera

HDR

A função HDR (High Dynamic Range) deixará as imagens feitas com a câmera do seu smartphone com muito mais valorização de cor, aproximando a fotografia de como enxergamos a cena capturada, na vida real. Isto porque com o recurso, o equipamento captura, de forma automática, três imagens com exposições de luz diferentes, isto de uma mesma cena ou objeto. Em seguida ele combina as três exposições e faz os ajustes necessários para a fotografia final. O resultado é uma imagem super equilibrada entre as partes mais escuras e mais claras e, como já dito, a cena fica mais próxima de como o olho humano a enxerga.

5 dicas do que observar na hora de escolher um smartphone pela câmera

Leia também: O que é HDR para TVs?

Estas foram algumas dicas do que avaliar na hora de escolher um smartphone com base na câmera que nele vem embutida. Agora que você já sabe quais pontos deve ficar atento, nada de prestar atenção apenas na quantidade de megapixels, que também é importante, mas não determinante para o potencial da câmera. E aí, curtiu as dicas? Tem algum outro fator que julgue importante? Conte para gente nos comentários!

Mais sobre: Smartphones, câmeras, fotografias
Share Tweet
DESTAQUESRecomendado
Mais compartilhados
Comentários