Pesquisa afirma que streaming na América Latina já é maior que TV aberta

No Brasil, 73% dos entrevistados disseram assistir TV aberta, enquanto 82% acessam serviços de vídeos online sob demanda.

Por | @oficinadanet Tecnologia

De acordo com uma pesquisa realizada pela agência IMS, a população latino-americana está assistindo mais vídeos online que a própria TV aberta.

No Brasil, por exemplo, 73% dos entrevistados disseram assistir TV aberta, enquanto 82% acessam serviços de vídeos online sob demanda.

"É uma confirmação do que vínhamos observando há algum tempo. Hoje, os anunciantes investem seu dinheiro de maneira errada [ao pagar por tempo na TV]", afirma Gaston Taratuta, presidente-executivo da IMS.

Pesquisa afirma que streaming na América Latina já é maior que TV aberta

Leia também:

De acordo com Taratuta, o IMS entrevistou 8.376 pessoas por e-mail entre 2 e 10 de setembro. A tendência é que tal número se torne ainda discrepante, já que com o passar do tempo os usuários de internet deverão aumentar na América Latina. O número de smartphones deverá ultrapassar os atuais 180 milhões para 650 milhões até 2018.

O Brasil lidera o ranking de entrevistados, juntamente com o México, com 2.083 entrevistados na pesquisa. Outros países como a argentina, Chile, Colômbia e Peru, contam com cerca de mil entrevistados cada um.

Conforme o Ibope, 53% dos brasileiros que contam com acesso à internet acessam conteúdo audiovisual através da rede. Por essa razão, podemos concluir que os resultados da pesquisa estão de acordo com a realidade.

No Brasil, o smartphone é o dispositivo mais utilizado para o consumo de vídeos no Netflix, iTunes, Google Play e ainda outras plataformas do mesmo gênero.  Os conteúdos mais assistidos nos serviços de vídeo digital no país são as séries de TV, bem como filmes e música.

Em relação ao tempo de consumo de conteúdo digitais, os números apontados no Brasil são semelhantes aos da América Latina, em que a média de visualizações é de 13,2 horas semanais.

Mais sobre: streaming netflix itunes
Share Tweet
Recomendado
Comentários
Carregar comentários
Destaquesver tudo

Siga nossas contas no Twitter