Instagram passa a exibir propaganda mundial

Os anunciantes contam com várias opções, como spots de vídeo de 30 segundos e ainda anúncios com alertas como “Compre agora” e “Instale agora”.

Por | @RafaelaPozzebon Redes sociais

O Instagram começou a testar o uso de propagandas há dois anos. No entanto, a partir desta quarta-feira (9), os anúncios, que antes eram de grandes marcas, estão abertas também para pequenas empresas em mais de 31 países. O anúncio foi feito pela própria rede social em uma postagem no seu blog.

Agora, os anunciantes contam com várias opções, como spots de vídeo de 30 segundos e ainda anúncios com alertas como “Compre agora” e “Instale agora”.

O Instagram, que pertence ao Facebook, é o primeiro serviço da companhia a oferecer um nível de sofisticação nas propagandas como esta, com exceção, do próprio Facebook.

Instagram passa a exibir propaganda mundial

Leia também:

Com 300 milhões de usuários ativos mensais, o Instagram possui uma grande vantagem, ou seja, o banco de dados de usuários do Facebook. Com isso, o aplicativo pode direcionar os anúncios com maior precisão, o que é muito importante aos anunciantes.  

"Teria levado anos para que nós desenvolvêssemos parte dessa tecnologia sem o Facebook. Podemos tirar vantagem de anos de experiência", disse o chefe global de desenvolvimento de marca e negócios do Instagram, James Quarles.

Mark Zuckerberg, CEO do Facebook, disse que não pretende implantar esse tipo de anúncios nos seus demais serviços, como o Messenger e o WhatsApp, até que não atingirem 1 bilhão de usuários.

O Instagram informou que estava realizando testes de novos recursos publicitários nos últimos meses, e constatou maior demanda em áreas de comércio eletrônico, viagens e entretenimento.

A empresa disse que mais de 70% dos seus usuários está fora dos Estados Unidos, por isso a necessidade de uma expansão global de anúncios.

O Instagram também está preocupado em não irritar os seus usuários com as propagandas, por isso, o próximo passo é garantir conforto por parte dos usuários. 

Mais sobre: instagram, facebook, anuncios
Share Tweet
DESTAQUESRecomendado
Mais compartilhados
Comentários