Oficina da Net Logo

Brasil está entre os 10 países que mais solicitaram dados ao Twitter

Brasil ainda aparece no ranking dos países que mais solicitaram dados pelas autoridades ao Twitter.

Por | @oficinadanet Redes sociais

De acordo com relatório de transparência que agrupa dos dados referentes ao primeiro semestre do ano do Twitter, o Brasil aparece entre os dez países do globo que mais solicitaram dados ao Twitter. Mesmo tendo caído uma posição no ranking, o país registrou um leve aumento no pedido de informações e exclusão de contas por parte do governo, bem como polícia e também marcas registradas.

No total, o Brasil registrou 52 pedidos, dois a mais que no segundo semestre de 2014. O número de solicitações aceitas passou de 7 para 15. Porém, o número de contas, em que os dados eram investigados, baixou de 158 para 102.

Brasil está entre os 10 países que mais solicitaram dados ao Twitter

Leia também:

O crescimento é o maior já visto nos períodos em que o Twitter publicou os relatórios, aponta o gerente geral sênior de políticas legais do Twitter, Jeremy Kessel, em um post no blog da empresa.

Com a queda no ranking de pedidos de dados, o país passou do oitavo lugar, em 2014, para o nono, neste ano. Em primeiro lugar no ranking estão os Estados Unidos, com 2.436 pedidos, seguido de Japão (425), Turquia (412), Reino Unido (299), França (139), Índia (113), Espanha (110) e Arábia Saudita (93).

Os pedidos para remoção de conteúdo também cresceram no mundo. O aumento nesse tipo de pedido reflete no uso das redes sociais para propaganda e comunicação por grupos terroristas e extremistas políticos. Em abril deste ano, por exemplo,  um tribunal turco bloqueou o acesso a diversos sites no país, incluindo Twitter e YouTube, uma vez que as páginas estavam sendo usadas para espalhar imagens de um promotor de Istanbul sendo ameaçado com uma arma por terroristas.

Em todo o mundo, o número de solicitações teve um aumento. No final de 2014, o número era de 2.871 pedidos sobre 7.144 contas, dos quais 1.492 foram atendidas. Já em 2015, as requisições tiveram aumento de 51%, passando para 4.363 pedidos. Do total, 2.530 pedidos foram atendidos. 

COMPARTILHE
Siga no instagramHistórias DigitaisComparador de SmartphonesLançamentos da Netflix
Comentários
Carregar comentários