Câmara de SP aprova projeto de lei que proíbe Uber

Vereadores de São Paulo aprovam projeto de lei 349/2014 que proíbe o uso do Uber na cidade.

Por | @nmuller99 Tecnologia

A Câmara Municipal de vereadores de São Paulo aprovou nesta noite de terça-feira, 30 de julho, o projeto de lei, número 349/2014, que proíbe o uso de aplicativos de carona remunerados na cidade. A votação foi unânime sendo 48 votos a favor da proibição contra 1 voto. Para começar a valer, a nova regra ainda precisará ser aprovada em segunda votação e posteriormente sancionada pelo prefeito Fernando Haddad (PT).

De acordo com o projeto do vereador Adilson Amadeu (PTB), a associação entre empresas administradoras desses aplicativos e estabelecimentos comerciais também será proibida. Se a medida entrar em vigor, quem descumprir a regra pagará multa de R$ 1,7 mil, terá o veículo apreendido e poderá sofrer outras sanções.

Câmara de SP aprova projeto de lei que proíbe Uber

RELACIONADO
Cerca de 500 taxistas vestidos de camisetas escritas “Fora Clandestinos” bloquearam um viaduto no Centro de São Paulo, para pressionar os vereadores. “Se o projeto não for aprovado, pode acontecer uma desgraça. Já ouvi gente falando que se a lei não fiscalizar os clandestinos, vai tomar uma atitude”, disse Natalício Bezerra, presidente do Sindicato dos Taxistas Autônomos de São Paulo. Neste tom de agressividade que os taxistas estavam esperando a votação. 

A polêmica deve continuar pelos próximos meses e São Paulo não é a única cidade do mundo, onde o Uber atua, que exibe essa relação de amor e ódio em torno do aplicativo. Na semana passada, taxistas franceses pararam a França em um dia de greve contra o aplicativo e promoveram quebradeira.

O Uber já é problema em vários locais no mundo, na França os taxistas estão até linxando pessoas que usufruem do aplicativo para ganhar dinheiro. 

Agora lhes pergunto: Seria o Uber o novo torrent?

Mais sobre: uber taxistas
Share Tweet
Recomendado
Comentários
Carregar comentários
Destaquesver tudo