Linkedln compra empresa de cursos Lynda.com

De um sonho antigo à realidade, é assim que a Linkedln define a sua mais nova aquisição; a empresa anunciou recentemente que adquiriu a companhia de cursos online Lynda.com. A negociação envolveu a quantia de US$ 1,5 bilhões, combinando 52% em dinheiro e 48% em ações.

Por | @oficinadanet Tecnologia

Em uma declaração pública, o CEO do Linkedln, Jeff Weiner, confessou que: "Por mais de 20 anos estamos interessados em ajudar a reformar o sistema de educação" e o primeiro passo se transformou em realidade quando da concretização do objetivo em adquirir o site Lynda.com, que oferece cursos nas áreas de negócios, ensino e habilidades criativas para profissionais individuais, governos, empresas e organizações educacionais em vários idiomas.

Linkedln compra empresa de cursos Lynda.com

O Lynda.com nada mais é que uma escola virtual, onde são oferecidos tutoriais e vídeos sobre temas que vão desde a utilização do Photoshop até programação ou web design.

O diretor de conteúdo do LinkedIn, Ryan Rolanksy, aponta que a movimentação está em linha com o futuro do processo de recrutamento e seleção, no qual os candidatos poderão fazer cursos para obter as habilidades necessárias para uma vaga imediatamente por meio da rede social.

Leia a resenha do livro: Obtendo o melhor do LinkedIn

Em relação a como será o funcionamento da empresa junto ao Linkedln, Weiner diz que ainda esta sendo estudada: "Algumas mudanças serão realizadas, acredito que precisaremos de uma transição de abordagem estilo século XX, pesadamente baseada na memorização, para um currículo do século XXI focado na colaboração, argumentação crítica e resolução criativa de problemas", esclareceu o CEO.

Linkedln compra empresa de cursos Lynda.com

Weiner ainda disse que "existe uma possibilidade de oferecer aos profissionais que utilizam o Linkedln para procurar trabalho, uma nova funcionalidade que permitirá a eles obter as ferramentas necessárias para se candidatarem a determinadas oportunidades, assim, todos os aspectos da candidatura estariam localizadas em apenas uma única plataforma".

O comunicado oficial disponibilizado no site da empresa, informa que os vídeos educativos do site de cursos online continuarão disponíveis e segundo o mesmo, a maioria dos funcionários será remanejado para o Linkedln. De acordo com Weiner, ambas as empresas possuem a missão de ajudar os profissionais a serem melhores no que sabem fazer.

Veja o vídeo de divulgação da notícia:

Mais sobre: Linkedin negócios Lynda
Share Tweet
Recomendado
Comentários
Carregar comentários
Destaquesver tudo
  • ASSINE NOSSA NEWSLETTER

    As melhores publicações no
    seu e-mail

  • Preencha para confirmar