Em hospitais, pacientes são monitorados através de aplicativo da Apple

A cada ano, empresas de tecnologia investem mais em recursos relacionados a saúde das pessoas.

Por | @oficinadanet Tecnologia

Nos Estados Unidos, uma nova ferramenta está contribuindo para a saúde de vários pacientes. Médicos dos melhores hospitais do país estão adotando o HealthKit da Apple para poder cuidar ainda mais dos doentes. Conforme a agência Reuters, 14 hospitais dos 23 questionados afirmaram que estão fazendo uso do aplicativo como banco de informações de saúde dos seus pacientes.

Através do software é possível armazenar dados sobre alimentação, bem como exercício e medição de glicose. Assim, os médicos podem observar as possíveis variações e encontrar sinais precoces dos problemas. Isso faz com que os pacientes não atinjam um estado mais grave da sua condição, e com isso evitando de serem internados várias vezes.

De acordo com a Apple, com o lançamento do Apple Watch, previsto para abril, os médicos poderão contar com mais recursos, como o envio de informações do paciente para um prontuário eletrônico, que poderá ser acessado diretamente dos iPads e iPhones dos profissionais de saúde. A Maçã informou ainda que mais de 600 desenvolvedores estão integrando o HealthKit em aplicativos de saúde e fitness.

Uma pesquisa da IDC Health Insights indica que 70% das organizações de saúde irão investir em tecnologia no mundo todo nos próximos 3 anos. As áreas que receberão maior atenção serão a de aplicativos, monitoramento remoto, aparelhos vestíveis e também atendimento virtual.

Em hospitais, pacientes são monitorados através de aplicativo da Apple

Os Estados Unidos são conhecidos pela grande circulação de dinheiro na área da saúde, sendo que o setor movimenta trilhões de dólares anuais. Agora, o HealthKit deverá apoiar a Affordable Care Act, uma lei federal dos EUA que tem como objetivo incentivar os médicos a manter os seus pacientes saudáveis sem a necessidade receber recompensas altas.

"Esta é uma fonte de dados totalmente nova, ainda não sabemos sua integridade ainda", disse William Hanson, diretor de informação médica na Universidade da Pensilvânia Sistema de Saúde.

Vale notar que não somente a Apple conta com recursos direcionados à saúde, o Google e a Samsung também possuem produtos focados na saúde das pessoas. Claro que, todas as companhias ainda precisam aperfeiçoar os seus serviços, para que eles possam ser úteis para o armazenamento constante e também seguro das informações sobre os pacientes. 

Mais sobre: apps Apple Healthkit
Share Tweet
Recomendado
Comentários
Carregar comentários
Destaquesver tudo
  • ASSINE NOSSA NEWSLETTER

    As melhores publicações no
    seu e-mail

  • Preencha para confirmar