Google admite problemas com Glass e assume reformulação

Google Glass teve vendas encerradas neste mês. Falta de interesse do público pode ter contribuído para isso.

Por | @RafaelaPozzebon Tecnologia

Neste mês o Google encerrou as vendas do seu Glass, porém, não comentou sobre os motivos que o levaram a esta decisão. Somente na quinta-feira (29), a empresa revelou as reais razões para o término do programa.

O CFO Patrick Pichette, durante a apresentação dos resultados financeiros da gigante das buscas, comentou sobre a situação do Google Glass. Pichette falou de forma negativa sobre as vendas do gadget, e ao que tudo indica, ainda possui futuro incerto na companhia.

“Quando não conseguimos quebrar as barreiras, podemos pedir às nossas equipes para fazer uma pausa e utilizar o tempo para restabelecer as estratégias, como fizemos recentemente no caso do Glass. E nesses casos que um projeto não tem o impacto que esperávamos, fazemos escolhas difíceis. Escolhemos cancelar [o desenvolvimento] e vocês nos viram [tomar essa decisão] repetidamente”, explicou Pichette.

O Google Glass começou a ser desenvolvido nos laboratórios Google X ainda em 2006 e, após anos de pesquisas, finalmente foi lançado ao público. O aparelho foi equipado com elementos do Android para auxiliar no cotidiano dos usuários e em especial aos interessados em realidade aumentada e futurista.

A Digital Trends salienta que dois motivos foram relevantes para a falta de sucesso do Glass: o alto valor (US$ 1.500) e os problemas em relação ao uso em lugares privados, como bares, shows, clubes e outros.

De acordo com a fala de Pichette, a falta de sucesso do Glass pode ter decepcionado a companhia, já que foram setes anos de desenvolvimento. Porém, mesmo com todas as incertezas, o Google pode não ter desistido de tornar os seus óculos de realidade aumentada em algo que realmente desperte o interesse do público. 

Mais sobre: googleglass, fim, vendas
Share Tweet
DESTAQUESMais compartilhados
Comentários
AINDA NÃO SE INSCREVEU?

Vem ver os vídeos legais que
estamos produzindo no Youtube.