Nintendo espera fechar ano fiscal com lucro

A Nintendo divulgou hoje, quinta-feira, 28 de janeiro, um comunicado dizendo que mesmo com o fechamento de mercados como o do Brasil e consequentemente com a diminuição nas vendas dos consoles de videogame, a empresa ainda assim irá inflar o lucro líquido da companhia neste ano fiscal.

Por | @oficinadanet Games

A Nintendo reconhece que as vendas do console portátil 3DS foram fracas na época de comercialização natalina, tudo devido a forte concorrência, onde o presidente-executivo da empresa, Satoru Iwata, declarou o seguinte à imprensa: “Obtivemos algum progresso em nossa margem de lucro, mas ao mesmo tempo, não tivemos um desempenho perfeito”.

Vale lembrar que a Nintendo vem sendo pressionada nos últimos anos pelas rivais Microsoft e Sony e também por jogos populares desenvolvidos para smartphones e outros, tanto que chegou a cortar pela metade a meta de lucro operacional esperado para o ano que se encerra em março deste ano. Satoru ainda espera que em 2015 consiga levar a Nintendo ao seu primeiro lucro operacional em quatro anos.

Vale salientar também, que mais de 70% das vendas da Nintendo são provenientes de outros mercados fora do Japão.

Com a alta desvalorização do iene, as vendas internacionais da empresa são infladas quando estas são convertidas para a moeda japonesa, com isso a Nintendo se vê obrigada a registrar lucros cambiais em suas contas separadamente do lucro operacional.

São exatamente com esses ganhos, que a Nintendo espera obter um lucro líquido de 30 bilhões de ienes neste ano fiscal e assim fechar o seu primeiro lucro operacional em quatro anos, uma vez que a meta era alcançar a casa dos 20 bilhões de ienes. No fechamento do ano anterior, a Nintendo registrou um prejuízo líquido de 23,2 bilhões de ienes.

Com lucro de 31,8 bilhões de ienes no último trimestre (outubro a dezembro), a empresa fabricante dos consoles Wii U espera permanecer neste patamar de ganhos no último trimestre do ano fiscal.

 

 Fonte: Agência Reuters.

Mais sobre: Nintendo, Mercado, Reuters
Share Tweet
DESTAQUESRecomendadoMais compartilhados
Comentários
AINDA NÃO SE INSCREVEU?

Vem ver os vídeos legais que
estamos produzindo no Youtube.