Facebook irá disponibilizar alerta sobre crianças desaparecidas

As chances de encontrar uma criança aumentam nas primeiras horas após o seu desaparecimento.

Por | @oficinadanet Redes sociais

As redes sociais vieram para ficar, isso é fato. Além do princípio fundamental delas, cada vez mais elas ajudam na difusão de ideias, notícias e informações úteis. Pensando no poderio da divulgação de informações, o Facebook se uniu com o Centro Nacional para Crianças Desaparecidas e Exploradas (NCMEC) dos Estados Unidos, com o objetivo de enviar alertas AMBER sobre crianças desaparecidas no feed de notícias dos usuários.

A rede social de Mark Zuckerberg revelou através de anúncio que a parceria foi inspirada após crianças serem localizadas em virtude das postagens de alertas AMBER da NCMEC por usuários da rede.  No ano passado, uma menina de 11 anos foi localizada em um hotel, na Carolina do Norte, após ser reconhecida pela dota do hotel em um aviso que foi postado no Facebook.

“São casos como esse que nos inspiram a desenvolver uma forma melhor de ajudar a encontrar as crianças”, disse gerente de confiança e segurança da rede social, Emily Vacher.

O engajamento na localização de uma criança desaparecida precisa ser intenso nas primeiras horas, já que as chances de encontra-la se tornam maiores. Deste modo, quando a polícia classifica a criança como desaparecida, o alerta é emitido diretamente para a NCMEC, que passa as informações disponíveis para o Facebook, como nome, idade, descrição, além de informações sobre como aconteceu o fato.

Vale notar que mais de 725 crianças já foram encontradas após o alerta AMBER da NCMEC. O sistema de alertas para crianças desaparecidas, chamado AMBER, existe nos Estados Unidos desde 1996.

Apesar da ONG contar com uma parceria no Brasil, ainda não há informações sobre a implantação do sistema no Facebook no Brasil.

De acordo com o Cadastro Nacional de Crianças e Adolescentes Desparecidos, no Brasil existem 368 casos de crianças desaparecidas. Clique aqui para consultar o site oficial. 

Mais sobre: facebook criancas desaparecidas
Share Tweet
Recomendado
Comentários
Carregar comentários
Destaquesver tudo