Hacker Anakata é condenado a três anos e meio de prisão na Dinamarca

O Ministério Público da Dinamarca sentenciou nesta última sexta-feira, 31 de outubro, um dos cofundadores do popular site de compartilhamento de arquivos torrent, The Pirate Bay a três anos e meio de prisão; o MP da Dinamarca considera esse o maior caso de invasão hacker em seu país.

Por | @oficinadanet Internet

O cofundador do Pirate Bay que foi sentenciado nesta última semana é Gottfrid Warg, conhecido no meio hacker como “Anakata”, o mesmo foi considerado culpado por acessar os servidores da companhia de tecnologia CSC e também por acessar o Sistema de Registro Civil do governo dinamarquês, além disso, Warg também foi considerado culpado por invadir os registros criminais da polícia local no ano de 2012.

O Tribunal de Frederiksberg, que fica localizado na cidade de Copenhague, na Dinamarca, afirmou que os ataques foram intensos e sistemáticos, sendo que ocorreram durante um longo período, ainda de acordo com o tribunal, muitas informações pessoais altamente confidenciais de cidadãos foram copiadas durante esses ataques.

Mas segundo o próprio Tribunal, “Anakata” não invadiu sozinho todos esses dados, ele teve ajuda de um cúmplice que não teve seu nome divulgado, sendo que esse mesmo foi condenado a seis meses de prisão por sua participação no crime. O cúmplice já foi liberado, pois já havia sido preso antecipadamente.

Hacker Anakata é condenado a três anos e meio de prisão na Dinamarca
Anakata - Gottfrid Warg - The Pirate Bay

O site de torrent, Pirate Bay, foi lançado em 2003 e é conhecido por possibilitar a seus usuários links para arquivos de filmes e músicas armazenados em computadores de seus usuários, onde desde sua criação, o site já enfrenta diversas acusações de pirataria, sendo ele levado a justiça por diversas companhias da indústria do entretenimento.

Atualmente Gottfrid Warg, está em prisão preventiva na Dinamarca desde novembro de 2013 quando foi extraditado da Suécia, logo após cumprir pena no país por infringir direitos autorais por seu envolvimento com o site em questão e também por invadir os servidores da firma de consultoria de TI Logica, companhia essa que servia ao governo suíço e a bancos.

Mais sobre: Hacker, Pirate Bay, torrent
Share Tweet
DESTAQUESRecomendadoMais compartilhados
Comentários