Apesar de aumento no setor, brasileiros ainda compram pouco pela internet

Passagens aéreas e diárias de hotéis são os itens mais adquiridos através da internet.

Por Pular para comentários
Apesar de aumento no setor, brasileiros ainda compram pouco pela internet

De acordo com uma pesquisa realizada pela Mintel, uma consultoria de inteligência de mercado, 67% dos brasileiros que possuem algum acesso à internet revelaram que não comparam nenhum produto através da web nos últimos 12 meses.

O setor de compras online teve aumento de 250% nos últimos cinco anos, mesmo assim, os brasileiros ainda preferem realizar as compras em lojas físicas. Outro dado revelado pela pesquisa, diz que 9% dos entrevistados realizaram apenas uma compra no último ano.

"O crescimento econômico rápido, juntamente com a melhoria do acesso à internet no país, impulsionam o comércio eletrônico. As receitas impressionantes desse setor são comparáveis a áreas mais maduras e tradicionais da indústria brasileira, como alimentos e bebidas, e varejo de carros", diz Victor Fraga, analista sênior de Varejo, da Mintel, em relação ao aumento das compras virtuais nos últimos anos.

Conforme Fraga, categorias relacionadas ao turismo têm desempenho melhor do que outras pelo fato de que não precisam de uma averiguação mais detalhada antes da compra.

"Como os varejistas nunca conseguirão ultrapassar totalmente essa barreira, eles poderiam adicionar imagens em 3D e fotos em alta resolução dos produtos, mas ainda serão sempre desprovidas de textura e cheiro. Para enfrentar essa situação, aplicativos mais complexos e melhorias logísticas - como mais horários flexíveis de entrega - também podem ser implementados. Mas o fato de que muitos dos consumidores têm comprado itens de vestuário e calçados on-line nos últimos 12 meses mostra que é possível superar essas barreiras", sugere o analista.

Entre os itens mais consumidos através da internet são os de passagens aéreas e diárias em hotéis, sendo que 14% dos entrevistados disse ter adquirido tais serviços através da web no período de análise.

Em seguida aparece o setor de eletrônicos, como TVs, computadores, smartphones e outros. 13% dos entrevistados adquiriram esse tipo de item nos últimos doze meses. Alimentos e bebidas são os menos comprados online, com apenas 3%.

Conforme o resultado da pesquisa, a baixa procura por produtos online é devido ao receio dos compradores, que querem ficar longe de fraudes e ainda de entregas que podem ser demoradas.

Entre os entrevistados, 30% afirmam ter preocupação com fraudes quando fazem compras pela internet. Logo após aparece o receio de que o produto não seja original (22%) e da entrega demorar muito (19%). Apenas 3% das pessoas que participaram da pesquisa disseram que preferem fazer compras através da internet porque consideram mais seguro que ir às lojas pessoalmente.

Leia também: 10 dicas de segurança para comprar online. Acompanhe as últimas notícias de tecnologia aqui no Oficina da Net. Sempre trazendo conteúdos novos e produtos interessantes.

Compartilhe com seus amigos:
Comentários:
Carregar comentários