Google presta homenagem a Pixinguinha com Doodle

Apelido original de Pixinguinha era "Pinzidim", que foi dado pela sua avó africana.

Por | @oficinadanet Internet

Nesta quarta-feira (23), o Google, através de seu Doodle, está homenageando o compositor Pixinguinha. Se estivesse vivo, Alfredo da Rocha Vianna Filho estaria completando 117 anos.

Pixinguinha, como ficou conhecido, é considerado um dos maiores nomes da música popular brasileira e também do choro. Entre as composições de sucesso estão os choros “Carinhoso” e “Lamento” e também a valsa “Rosa”.

Google presta homenagem a Pixinguinha com Doodle
Pixinguinha

O músico faleceu no dia 17 de fevereiro de 1973, no Rio de Janeiro. Em referência ao seu grande papel no cenário musical, a data de hoje também é comemorado o Dia Nacional do Choro, desde 2000.

Pixinguinha fez sua história como flautista, compositor, saxofonista e arranjador. Desde muito jovem, já participava das rodas de choro da conhecida casa da Tia Ciata, local onde surgiu o primeiro samba gravado, "Pelo telefone", composto por Donga e Mauro de Almeida.

Apelido Pixinguinha

Leia também:

O primeiro apelido de Alfredo da Rocha Vianna Filho era Pinzidim, que havia sido dado pela sua avó africana. Ainda não está claro a real interpretação do “verbete”, porém há duas hipóteses: de acordo com o pesquisador e radialista Almirante, Pinzidim significa “menino bom” em um dialeto africano. No entanto, o pesquisador e compositor Nei Lopes diz que a palavra “psi-di” significava algo como “comilão” em Moçambique.

Por ser uma palavra de origem africana não havia uma gráfica correta no Brasil, e acabou se tornando “Pechinguinha” no disco gravado em 1917, com o “Grupo Pechinguinha”. Nos anos 20, durante uma turnê internacional com o grupo Oito Batutas que o nome atual ganhou força, e Pixinguinha ficará marcado na história para sempre.

Mais sobre: doodle google pixinguinha
Share Tweet
Recomendado
Comentários
Carregar comentários
Destaquesver tudo

Siga nossas contas no Twitter