Twitter em excesso prejudica casamento, diz pesquisa

Pesquisa revela que quanto mais um usuário acessa o Twitter, mais chances de brigar com companheiro (a).

Por | @RafaelaPozzebon Redes sociais

De acordo com uma pesquisa realizada pela Universidade Missouri mostrou que pessoas que passam muito tempo no Twitter possuem mais chances de terem o casamento prejudicado do que aquelas que usam menos o microblog. O levantamento foi feito com 581 pessoas,  de diferentes idades, que possuem contas na rede social.

A pesquisa foi realizada pelo doutorando da Escola de Jornalismo da Universidade de Missouri, nos Estados Unidos, Russel Clayton. Dentre os questionamentos, Clayton perguntou aos participantes sobre a frequência em que faziam login no Twitter, quantos tuítes, mensagens diretas e respostas escreviam por dia e também quantas vezes olhavam o feed.

Clayton também questionou as pessoas sobre quantas vezes haviam discutido com os seus atuais parceiros ou anteriores pelo uso frequente do Twitter. Levando em consideração todas as respostas dos entrevistados, o pesquisador concluiu que quanto mais um usuário se mantivesse ativo na rede social, mais conflitos tinha com o seu parceiro em relação ao uso do Twitter. Assim, no futuro, as brigas atuais poderiam resultar em traição e separação.

Em decorrência do resultado, Clayton sugere que os casais de todas as idades acessem o Twitter de modo mais saudável, ou seja, limitando o uso diário e semanal. “Apesar de uma série de variáveis contribuírem para a infidelidade no relacionamento e separação, o uso do site de redes sociais, como Twitter e Facebook, podem ser prejudiciais para as relações”, concluiu.

E você, concorda com o resultado do estudo? As redes sócias podem mesmo prejudicar os relacionamentos?

Mais sobre: twitter, brigas, casal
Share Tweet
DESTAQUESRecomendadoMais compartilhados
Comentários