Pela primeira vez, venda de tablets ultrapassa a de notebooks

Consumidores optam por tablets pelo baixo valor e pela grande diversidade de aparelhos.

Por | @oficinadanet Negócios

De acordo com um levantamento realizado pela consultoria IDC, os tablets venderam mais do que os notebooks e computadores de mesa durante o último trimestre do ano passado no Brasil. No período foram comercializados 3 milhões de tablets, contra 2 milhões e 200 mil unidades de notebooks. Em relação a 2012 o crescimento foi de 149%. Veja mais notícias sobre tablets.

Em 2013 o total de vendas de tablets foi de 8,4 milhões de unidades, o que marca um aumento de 157% em relação a 2012.

A grande variedade de tablets no mercado é um dos principais fatores que desencadearam o crescimento, disse Pedro Hagge, analista de mercado da IDC. Ele destaca ainda que a Black Friday, sexta-feira no final do mês de novembro em que as empresas fazem promoções, é um evento bastante importante para o comércio e que “veio para ficar”.

"O outro fator é a diversidade do público que o produto atende. Além daqueles voltados para jovens, tem aparelhos customizados para o público infantil", explica Hagge. "Além do fator inovação, essa nova geração de usuários já se adapta a essas novas tecnologias de toque na tela, de portabilidade. A geração anterior tem uma certa dificuldade na transição, estava acostumado ao formato tradicional".

Os preços mais baixos dos tablets também costumam atrair os consumidores. Atualmente, 60% dos tablets comercializados são modelos que custam até R$ 500. Um computador de mesa ou mesmo um notebook costumam custar bem mais.

"Esses tablets de entrada aceleram a inclusão digital no Brasil. Permite um dispositivo próprio às pessoas que acessam a internet", disse completou Pedro Hagge.

Mais sobre: tablets venda Brasil
Share Tweet
Recomendado
Comentários
Carregar comentários
Destaquesver tudo