Por acusações sobre privacidade, Google deve pagar US$ 17 milhões

Google deve pagar um multa pesada após acusação de infringir regras de privacidade.

Por | @oficinadanet Segurança digital

O Google irá pagar US$ 17 milhões para encerrar uma acusação sobre privacidade feita por 37 estados norte-americanos e também pelo distrito de Columbia. De acordo com a acusação, a gigante das buscas teria rastreado usuários ao inserir arquivos digitais nos navegadores de dispositivos móveis.

O acordo, que foi anunciado na segunda-feira (18), encerra os dois anos de investigação dos Estados após acusar o Google de ter infringido as regras de privacidade ao usar o Safari da Apple ao colocar “cookies” no navegador.

“Os consumidores deveriam poder saber se há outros olhos navegando a web com eles”, afirmou Schneiderman em um comunicado. “Ao rastrear milhões de pessoas sem o conhecimento delas, o Google violou não apenas sua privacidade, mas também sua confiança.”

Leia também:

O Google não admitiu as infrações no acordo, e disse que estava "tomando os passos necessários para remover os cookies”. Mesmo assim, a companhia disse que ficou satisfeita por chegar a um acordo: “Trabalhamos duro para tratar a privacidade da maneira correta no Google e tomamos medidas para remover os cookies de anúncios, que não coletavam dados pessoais, dos navegadores da Apple”, afirmou uma porta-voz da companhia via e-mail.

Em agosto do ano passado o Google já havia se comprometido em pagar US$ 22 milhões após uma investigação da comissão federal de comércio norte-americana relacionada à mesma questão.

Mais sobre: google safari privacidade
Share Tweet
Recomendado
Comentários
Carregar comentários
Destaquesver tudo
  • ASSINE NOSSA NEWSLETTER

    As melhores publicações no
    seu e-mail

  • Preencha para confirmar