Dilma aprova projeto de e-mail livre de espionagem

Sistema de e-mails do governo receberão sistema antiespionagem.

Por | @oficinadanet Internet

De acordo com um decreto publicado nesta terça-feira (05), as comunicações da administração pública brasileira via internet devem acontecer a partir do próximo ano somente através de redes próprias antiespionagem que estão sendo desenvolvidas.

O decreto diz que "as comunicações de dados da administração pública federal direta, autárquica e fundacional deverão ser realizadas por redes de telecomunicações e serviços de tecnologia da informação fornecidos por órgãos ou entidades da administração pública".

A atitude é em virtude das declarações feitas pelo ex-analista da Agência Nacional de Segurança (NSA) Edward Snowden, de que o órgão espionou as comunicações da própria presidente Dilma, bem como de vários ministros e ainda da Petrobrás.

A administração pública, atualmente, usa sistemas de e-mail da empresa Microsoft. Porém, no máximo em 120 dias serão substituídos por um software desenvolvido pelo Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro).

De acordo com o decreto, a medida foi tomada “para preservar a segurança nacional”.

Mais sobre: decreto dilma antiespionagem
Share Tweet
Comentários
Carregar comentários
Destaquesver tudo
  • ASSINE NOSSA NEWSLETTER

    As melhores publicações no
    seu e-mail

  • Preencha para confirmar