LinkedIn possui mais de 15 milhões de usuários brasileiros

Rede social do mundo corporativo atinge boa marca de usuários no país.

Por Redes sociais Pular para comentários
LinkedIn possui mais de 15 milhões de usuários brasileiros

Com um crescimento de 50% em relação à contagem realizada em outubro do ano passado, o LinkedIn obtém hoje 15  milhões de usuários brasileiros. O anunciou aconteceu nesta manhã, no escritório da empresa em São Paulo. Escritório este que foi inaugurado em julho com a sede Latino-americana da companhia. A iniciativa visou aumentar a proximidade da Rede social com os usuários brasileiros.

A rede atravessa uma fase de crescimento em todo o mundo, sendo que já possui mais de 238 milhões de usuários globais. O Brasil é o terceiro país com mais usuários; Os Estados Unidos é o país mais atuante, seguido da Índia.

Osvaldo Barbosa de Oliveira, presidente do LinkedIn Brasil diz que o crescimento da rede no país é gradativa e muito intensa, sobretudo depois que o site passou a fornecer a página em português. Grandes empresas do Brasil também fazem parte da rede e divulgam diariamente oportunidades de emprego e de negócios.

LinkedIn possui mais de 15 milhões de usuários brasileiros

Sobre o LinkedIn

Criado em 2003, o site de negócios com formato de rede de relacionamentos profissionais, visa reunir pessoas através de uma listagem abrangente e detalhada de seus contatos. Podem participar: Pessoas físicas e jurídicas (empresas).

Ganhou popularidade aqui no Brasil depois de 2010, depois que o país tornou-se "membro" do grupo que mais pratica networking.

Utilizando o LinkedIn você pode, conhecer contatos profissionais; encontrar trabalhos, serviços e estágios; anunciar uma vaga e ainda manter contato com seus amigos através da "conexões". Pra saber mais sobre o LinkedIn, acesse o artigo: O que é LinkedIn.

Compartilhe com seus amigos:
Márcio Bohrer
Márcio Bohrer Amante da prática, viciado em séries, filmes, games e futebol. Fotógrafo, Jornalista em formação. Apaixonado por rádio, esportes e tecnologia.
FACEBOOK // TWITTER: @marciobohrer
Quer conversar com o(a) Márcio, comente:
Carregar comentários
Últimas notícias