Sensor biométrico do iPhone 5S não é tão seguro quanto o prometido

O tão aguardado iPhone 5S e seguro segundo a própria Apple, parece que neste final de semana apresentou sua primeira falha de segurança. Um membro do grupo alemão Chaos Computing Club, conseguiu acessá-lo sem mesmo ser o dono do dispositivo móvel em questão.

Por | @RafaelaPozzebon Segurança digital

Ao que tudo indica a teoria de que o uso do sensor biométrico do novo iPhone 5S é seguro, foi por água abaixo; poucos dias após a Apple prometer total segurança no novo sistema implantado no dispositivo - o sistema biométrico que somente um “dedo vivo” conseguiria desbloquear o iPhone 5S, um grupo denominado “Chaos Computing Club”o grupo, mais propriamente dito, um membro deste grupo, Starbug, conseguiu acessá-lo.

Mas de que forma? Segundo informações do próprio grupo, o iPhone 5S é capaz de ser desbloqueado até mesmo com o uso de um “mamilo ou um gato”, isso mesmo! Mas o grupo na verdade usou uma cópia caseira da própria digital do dono do aparelho; com o uso de uma fotocópia da impressão digital, o denominado Starbug conseguiu acessar o dispositivo, onde ainda ele afirma que o sensor do iPhone 5S não é tão superior quanto promete a empresa, sendo que para destravá-lo precisa apenas de uma imagem em altíssima resolução do dedo do dono do aparelho para conseguir acessá-lo.

O que eles fizeram? Simples, apenas fotografaram a impressão digital do dono do iPhone 5S em altíssima resolução, ou seja, em 2.400 dpi, após a foto, eles editaram a imagem e a imprimiram em uma folha quase que transparente de látex, após a impressão, a folha foi levemente umedecida e posicionada sobre o sensor, conseguindo assim desbloquear o aparelho.

Meio complicado o processo, é verdade, mas o que está em jogo, não é o que eles fizeram para conseguir o acesso ao iPhone 5S, mas sim o fato de terem conseguido e mais, com o uso de matérias encontrado em qualquer lugar e em pouco tempo livre; sendo assim, a Apple deverá estudar suas medidas de segurança quanto ao novo sensor implantado no iPhone, pois é possível enganá-lo para acessar o novo smartphone da companhia.

Veja aqui o vídeo que está rolando no YouTube:

  

Mais sobre: Sensor Biométrico, Apple, segurança
Share Tweet
DESTAQUES
Mais compartilhados
Comentários